Antiga estação férrea de Farroupilha passa por restauro - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
PATRIMÔNIO Notícia da edição impressa de 22/09/2020. Alterada em 22/09 às 03h00min

Antiga estação férrea de Farroupilha passa por restauro

Projeto de revitalização, ao custo de R$ 1,2 milhão, transformará local em memorial e espaço gastronômico

Projeto de revitalização, ao custo de R$ 1,2 milhão, transformará local em memorial e espaço gastronômico


/CDL FARROUPILHA/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Estão em fase final as obras de restauro da estação férrea de Farroupilha, no Centro da cidade. O projeto de conservação e ocupação do endereço, tombado pelo patrimônio histórico, unirá memória, cultura e economia em um mesmo espaço, através de uma iniciativa idealizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do município, com recursos das Leis de Incentivo à Cultura do Estado do Rio Grande do Sul (Pró-cultura/RS - LIC) e Federal de Incentivo à Cultura (Rouanet). A previsão é que a estrutura seja concluída em novembro, podendo abrigar, ainda em 2020, memorial, biblioteca, espaço gastronômico e centro de atendimento ao turista.

O investimento para a revitalização e seu entorno custará, aproximadamente, R$ 1,2 milhão, sendo mais de R$ 1 mi por meio de captações federal, estadual e municipal. Em 2017, a CDL Farroupilha venceu a licitação da prefeitura para o projeto de restauro e ocupação do prédio, dando à entidade a concessão da antiga estação por duas décadas, podendo ser prorrogada por mais 20 anos. Após estudos e projetos arquitetônicos validados, a obra iniciou em fevereiro deste ano.

"É um projeto sem fins lucrativos. A CDL está assumindo a reponsabilidade em prol da comunidade. Esse espaço poderá ser usufruído por toda a população e pelos turistas. Queremos preservar a via férrea e a estação pela importância para a cidade e por terem sido fundamentais para o desenvolvimento do comércio no município", explica o presidente da entidade, Juliano Tofolo.

Inaugurada em 1910, a antiga Estação Férrea Nova Vicenza fazia parte do trajeto que ligava os municípios de Montenegro a Caxias do Sul. A obra foi um marco para os moradores do território que hoje pertence à Farroupilha, incrementando o varejo local com o transporte de mercadorias. Na época, além da estação, foi construído o Armazém da Ferrovia, fazendo com que se formasse um núcleo habitacional. Foram edificados, ainda, uma escola, uma igreja e pontos comerciais no entorno.

No ­final dos anos 1970, o trem deixou de circular pela região, marcando também a mudança do modal brasileiro, embora ofi­cialmente a linha nunca tenha sido extinta. "Com a suspensão do trem, o local passou a ser ocupado por um terminal rodoviário, foi sede de instituições filantrópicas e também para armazenar as caixas da feira do peixe. Depois, acabou ficando, aproximadamente, oito anos desativada antes do projeto de restauro. O local estava bastante comprometido e seu entorno ocupado por vândalos", conta Altair de Oliveira, diretor da CDL Farroupilha e integrante da comissão do projeto de modernização.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300