Preço da cesta básica em São Leopoldo registra elevação de 5% - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
CONSUMO Notícia da edição impressa de 14/09/2020. Alterada em 14/09 às 03h00min

Preço da cesta básica em São Leopoldo registra elevação de 5%

Custo dos 27 produtos pesquisados foi de R$ 498,89; óleo de soja foi um dos vilões, com aumento de 31%

Custo dos 27 produtos pesquisados foi de R$ 498,89; óleo de soja foi um dos vilões, com aumento de 31%


ANTONIO PAZ/ANTONIO PAZ/ARQUIVO/CIDADES

O Procon de São Leopoldo divulgou a pesquisa de preços da cesta básica no município. O grupo de alimentos com menor custo foi encontrado por R$ 498,89, representando um aumento de 5% em comparação com o mês de agosto, indica o levantamento feito pelo órgão de defesa do consumidor. O produto com maior aumento foi o extrato de tomate com acréscimo de 92%.

Além disso, também foi registrado elevação no preço do óleo de soja, com aumento de 31% e do arroz de 5 quilos, um dos vilões do bolso do consumidor, com aumento 21%. A elevação dos preços destes dois produtos estiveram entre as principais reclamações recebidas pelo órgão municipal na última semana. O levantamento correspondente ao mês de setembro, foi realizado pelos fiscais de São Leopoldo em estabelecimentos na semana passada.

"Embora o custo total da cesta básica tenha aumento de 5%, individualmente os produtos apresentaram uma variação muito acentuada", analisa a diretora do Procon de São Leopoldo, Anajara Isse. Os itens que apresentaram menores preços em relação ao mês anterior foram o frango resfriado, com retração de 22%, seguido pela cebola e batata, que diminuíram 20%. "Com a pesquisa os consumidores podem acompanhar os preços, fazendo as comparações e nos auxiliando na fiscalização para evitar a prática de preços abusivos", destaca a diretora.

A cesta básica padrão utilizada para a pesquisa é composta por 27 itens de alimentação, limpeza e higiene, em quantidade mínima necessária para consumo familiar de quatro pessoas. Os valores são divulgados com a comparação mês a mês. "Os preços praticados se referem ao período da realização da pesquisa e podem apresentar variações ao longo do mês", observa.

De acordo com Anajara Isse, a fiscalização é realizada constantemente nos estabelecimentos para verificar se há abusividade no preços de venda ao consumidor final. "Nos casos em que haja confirmação de abusos em relação aos preços o proprietário será notificado, autuado e será instaurado o Processo Administrativo com sanções previstas na lei municipal embasada no Código de Defesa do Consumidor, bem como processo criminal conforme legislação cabível", afirma.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300