Caxias do Sul cria campanha contra doação de esmola na cidade - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
ASSISTÊNCIA SOCIAL Notícia da edição impressa de 25/08/2020. Alterada em 25/08 às 03h00min

Caxias do Sul cria campanha contra doação de esmola na cidade

Para a prefeitura, valores incentivam as pessoas a ficarem nas ruas

Para a prefeitura, valores incentivam as pessoas a ficarem nas ruas


/MARCO QUINTANA/ARQUIVO/CIDADES

A prefeitura de Caxias do Sul lançou uma campanha contra a doação de esmolas na cidade. A campanha busca conscientizar a população caxiense sobre o papel na contribuição e desenvolvimento de possibilidades reais de inclusão social.

Segundo o Executivo municipal, a medida tem o objetivo de quebrar com o conceito que esmola ajuda. Para os membros da prefeitura, acaba-se contribuindo para que a pessoa permaneça em situação de rua, perpetuando relações de dependência química, exploração infantil e deixando expostas a todos os tipos de violência.

Segundo a Fundação de Assistência Social (FAS), há atualmente 20 pessoas pedindo esmola em 17 esquinas da cidade, principalmente na área central. "Nem todos os pedintes são pessoas em situação de rua. Muitos possuem casa ou se hospeda em hotéis porque vem de fora da cidade. A esmola, na maioria dos casos, serve para sustentar a dependência química. Percebe-se que a procura aumenta no final do mês, pois o ganho com esmola é superior ao recebido no trabalho formal (alguns com rendimento superior a R$ 1 mil semanal). Então acredita-se muito em oportunismo, porque também muitos destes estão recebendo o auxilio emergencial do governo federal", informa a diretora de Proteção Social da secretaria da Segurança, Raquel Dessoti.

O assessor da FAS ressalta que em cinco meses de 2020, o município investiu mais de R$ 3 milhões apenas em acolhimento de pessoas em situação de rua, mais do que todo ano de 2019. O valor foi colocado em ações em vários pontos da cidade para evitar que as pessoas permanecessem sem abrigo. "Investimentos também em auxílio mudança, estamos distribuindo centenas de cestas básicas, servimos 100 jantas, temos todos serviços da rede assistencial à disposição dessas pessoas e eles sabem aonde procurar o serviço", informa Everson Furtado.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300