Samae explica aumento nas contas de água de Caxias do Sul - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
ABASTECIMENTO Notícia da edição impressa de 09/07/2020. Alterada em 10/07 às 13h38min

Samae explica aumento nas contas de água de Caxias do Sul

Além da cobrança ter sido feito pela média dos meses anteriores, autarquia aponta aumento no consumo

Além da cobrança ter sido feito pela média dos meses anteriores, autarquia aponta aumento no consumo


/JOÃO MATTOS/ARQUIVO/CIDADES
O aumento nas contas de água dos consumidores de Caxias do Sul gerou uma série de reclamações. Por conta das insistentes ligações para saber o motivo da elevação do preço final, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Caxias do Sul emitiu um comunicado sobre a cobrança nas contas d'água durante a pandemia. Foi explicado de que forma foi feito o cálculo e quais seriam os motivos para a elevação
A autarquia aplicou a média aritmética dos três meses anteriores em cada ponto de consumo. Por conta disso, foi observado que no período de março até abril, a cidade praticamente parou, a indústria, comércio e demais serviços suspenderam suas atividades e a comunidade, respeitando as diretrizes do distanciamento social. Isso refletiu, segundo dados do Samae, em um aumento de consumo de água de 20% a 50% na micromedição dos consumidores, ocasionado pela mudança de comportamento diante do isolamento.
Desta forma, ocorreram alterações nos padrões de consumo ao longo do dia, pois os protocolos sanitários indicam que há necessidade de atenção especial para higienização alimentar e pessoal. Por esse motivo, segundo o Samae, houve alteração nos hábitos de consumo com a higienização pessoal, que é a ação de lavar as mãos, lavagem de roupas, banhos e descargas com maior frequência, bem como a preparação das refeições e, consequentemente, a lavagem de louças.
Em razão desse cenário, que se refletiu nas contas da segunda quinzena de março, e nos meses de abril e maio de 2020, não foi possível a leitura real, sendo retomada somente a partir de 1 de junho. Assim, verificou-se que das 135 mil ligações cadastradas, há um percentual de consumidores que apresentou incidências de acúmulo de consumo maior do que a média aplicada. A autarquia teve acesso a realidade de cada consumidor. Um número expressivo de consumidores informou a leitura do hidrômetro por telefone ou via aplicativo, o que evitou a aplicação de média.
Assim, o Samae alerta que as faturas em que constatou-se leitura menor que a média aplicada estão sendo compensadas na forma de crédito na própria fatura de água e esgotamento sanitário. As contas acima da média, além do recalculo, será ofertada a possibilidade de parcelamento, medida essa válida para todos os consumidores.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300