Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SAÚDE Notícia da edição impressa de 26/06/2020. Alterada em 29/06 às 03h00min

Hospital de Santo Ângelo recebe recursos de grupo

A mobilização em busca de recursos que garantem a instalação de mais cinco leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santo Ângelo (HSA) foi encerrada com sucesso. Os valores necessários para a instalação foram viabilizados partir de uma parceria entre prefeitura, Associação dos Municípios das Missões (AMM) e empresários locais.

 O trabalho iniciou ainda no mês de abril. A partir do anúncio da liberação de respiradores para o Rio Grande do Sul, o deputado estadual Eduardo Loureiro iniciou a articulação junto a secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, para a destinação de equipamentos ao HSA. No início de maio, com equipamentos próprios e doação de dois respiradores da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santo Ângelo, o HSA já conseguiu credenciar nove novos leitos de UTI.

 Na semana passada, o Estado confirmou o repasse de cinco novos respiradores para o hospital, que é referência regional. Com isso, foram iniciadas as tratativas com a direção do HSA, prefeitos da região e empresariado local para obter os recursos necessários para o funcionamento dos novos leitos. O provedor e o administrador do HSA, Odorico Almeida e Marcelo Borges, apresentaram um levantamento de custos, envolvendo a equipe de trabalho e a estrutura. Seriam necessários R$ 650 mil para três meses de funcionamento. Por isso, foi feita a mobilização para conseguir os recursos necessários.

Ficou determinado que a prefeitura de Santo Ângelo destinará três parcelas de R$ 50 mil. A AMM também pagará três parcelas de R$ 50 mil. Com relação às empresas, o Frigorífico Alibem doará R$ 100 mil e o Frigorífico Callegaro outros R$ 50 mil. As empresas do ramo supermercadista se uniram e vão doar R$ 80 mil. Os outros setores do comércio entrarão com R$ 50 mil e os outros R$ 70 mil serão bancados pelo HSA.

 A direção do HSA já começou o procedimento de cadastramento dos novos leitos,  com a expectativa de que, com a confirmação pelo Estado, eles já sejam incluídos na análise dos critérios para a definição da cor da bandeira da região das Missões.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300