Comentar

Seu comentrio est sujeito a moderao. No sero aceitos comentrios com ofensas pessoais, bem como usar o espao para divulgar produtos, sites e servios. Para sua segurana sero bloqueados comentrios com nmeros de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se voc encontrou algum erro nesta notcia, por favor preencha o formulrio abaixo e clique em enviar. Este formulrio destina-se somente comunicao de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
CORONAVRUS Notcia da edio impressa de 17/06/2020. Alterada em 18/06 s 03h00min

Profissionais de Pelotas falam da rotina durante a pandemia

Equipe da Vigilncia Epidemiolgica da prefeitura atua na coleta de exames nas residncias dos infectados

Equipe da Vigilncia Epidemiolgica da prefeitura atua na coleta de exames nas residncias dos infectados


/MICHEL CORVELLO/DIVULGAO/CIDADES

Ficar em casa durante a pandemia um dos hbitos que mais contribuem com a preservao da vida ao evitar a propagao do vrus na populao. Para atender as pessoas que apresentam sintomas e se enquadram no quadro de grupos protocolado para testagem, a Vigilncia Epidemiolgica (Vigep) de Pelotas tem atuado com profissionais da sade para realizar coleta a domiclio.

Seguindo todos protocolos de segurana, a preparao para um dia de coleta comea logo no incio da manh, quando as tcnicas em enfermagem e as enfermeiras que realizam a atividade se paramentam com macaco, avental, luvas, pro-p, touca, mscara de proteo N95, face shield e culos.Em duas vans, as equipes se dividem para atender s comunidades de diferentes bairros pelotenses.

Segundo a enfermeira Natlia Vargas, o paciente suspeito notificado pelo seu mdico ou pela unidade de sade que o atendeu e, posteriormente, analisado pela Vigep. "Vemos se ele se encontra dentro dos nossos protocolos de coletas, contatamos a pessoa para preencher dados e pegar mais informaes, alm de avisar o dia previsto para a visita", explica uma das profissionais responsveis pela coleta, bem como pela organizao do fluxo das equipes.

Natlia lembra que estava de frias no incio da pandemia em Pelotas, no ms de maro, e precisou retornar antes. Ela diz que a doena um desafio dirio e cobra muito aprendizado. "Temos os protocolos e as notas informativas que saem frequentemente, tendo que estudar e entender para saber orientar os profissionais de todo municpio, atravs de um celular destinado apenas para essa funo, todos os dias, durante 24 horas", conta.

Ela relata que, por conta do trabalho, precisou adotar um distanciamento ainda mais rigoroso. "Eu me afastei da famlia. Moro sozinha e no vou visitar meus pais e meu irmo, eles tambm no vo l em casa. A preocupao maior no nem comigo mesma, mas eu transmitir isso para as pessoas. Acredito que seja uma preocupao geral dos profissionais de sade", afirma a enfermeira."Acredito que os pacientes nos acolham bem porque sabem que estamos preocupados em cuid-los e com a sua situao. Vamos preparados para entrar em um ambiente que potencialmente contaminado; s vezes, as pessoas se assustam, porque chegamos com aquele monte de roupas, mas, na dvida, precisamos entrar naquele local assim, no podemos arriscar", ressalta.

Outra enfermeira que atua nas coletas de exames a domiclio, Bruna Berny, conta que sua maior dificuldade em relao proteo do filho, de dois anos. "O cuidado redobrado ao ter contato, e no tenho como me afastar dele, trabalho pela manh e em uma Ubai (Unidade Bsica de Atendimento Imediato) no turno da tarde, ento uma rotina de chegar, tirar a roupa que estava, colocar outra para ir at o banheiro, tomar banho e depois pegar meu filho", relata. Ela frisa que o desconhecido da situao motiva atender aqueles que a procuram atrs de informaes e orientao. "As pessoas esto preocupadas, e conversar com elas muito importante, principalmente na coleta", acredita.

As coletoras atuam com pacientes que esto entre seu terceiro e stimo dia de sintomas gripais e realizam, em mdia, 15 coletas por dia. Esses exames so encaminhados para o Laboratrio Central do Estado do Rio Grande do Sul (Lacen-RS), onde so analisados, e o resultado da amostra enviado de volta para a Vigilncia, a qual comunica o paciente e o profissional ou unidade de sade que notificou a suspeita.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentrios
Seja o primeiro a comentar esta notcia
Av. Joo Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300