Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
ASSISTÊNCIA SOCIAL Notícia da edição impressa de 15/05/2020. Alterada em 21/05 às 03h00min

Pandemia cria oportunidades de recomeço em Caxias do Sul

Um abrigo montado para salvar pessoas em situação de rua durante a pandemia, em Caxias do Sul, tornou-se uma oportunidade para a mudança de vida. Dois usuários atendidos no local, montado nos Pavilhões da Festa da Uva, deixaram o abrigo para ter o próprio endereço, em uma casa alugada. Junto com os pertences, Marcos, 44 anos, e Alexandre, 23, (nomes fictícios) possuem várias coisas em comum, entre elas, a amizade e a vontade de recomeçar a vida, agora reafirmada com a locação da nova casa. 

A assistente social Krisiane Zugno acompanhou Marcos desde antes do dia 23 de março, data em que o abrigo foi montado. Ela relata que o acompanhamento pelo serviço é feito por meio do plano individual de atendimento, construído em conjunto, com ações na área da saúde, na área profissional e também a questão da moradia. "Os dois se conheciam de vista antes, mas, na quarentena, ficaram muito próximos e conseguiram alugar uma casa com o valor do auxílio emergencial que receberam. O Centro Pop Rua auxiliou na aquisição da mobília da casa por meio de doações, mas, agora, está pendente a área profissional, pois ambos estão em busca de oportunidade no mercado de trabalho", contou Krisiane.

Segundo relatos da equipe do Centro Pop, durante o período que os dois estiveram no abrigo provisório, Marcos e Alexandre eram prestativos e se voluntariavam no auxílio das atividades diárias, como organização, limpeza do ambiente e no momento de servir os lanches. Marcos é natural de Caxias do Sul e tem experiência na área de pintura predial e Alexandre, o mais jovem, é natural de Vacaria, mas vive em Caxias do Sul há vários anos, estando em busca do primeiro emprego.

A presidente da Fundação de Assistência Social, Marles Stela Sebben reforça que esse é um dos objetivos da entidade. "Ficamos muito felizes com esse tipo de notícia, que nos motiva a trabalhar ainda mais, pois muito ainda precisa ser feito", afirmou.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300