Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
CORONAVÍRUS Notícia da edição impressa de 01/04/2020. Alterada em 03/04 às 13h39min

Gramado suspende flexibilização de restrições na cidade

Prefeitura decidiu seguir recomendações de órgãos estaduais

Prefeitura decidiu seguir recomendações de órgãos estaduais


CLEITON THIELE/SERRAPRESS/DIVULGAÇÃO/CIDADES
O prefeito de Gramado, João Alfredo Bertolucci, suspendeu a publicação de um novo decreto que previa a flexibilização de algumas atividades econômicas no município. A decisão está amparada em notificação da Defensoria Pública da União, Ministério Público Federal e Ministério Público do Trabalho dirigida contra o governador do Estado, Eduardo Leite.
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5c6f03d777ac4', 'cd_midia':8634598, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2019/02/21/banner_whatsapp_280x50px_branco-8634598.gif', 'ds_midia': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'ds_midia_credi': 'Thiago Machado / Arte JC', 'ds_midia_titlo': 'WhatsApp Conteúdo Link', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '280', 'cd_midia_h': '50', 'align': 'Center'}
No documento, os três órgãos ressaltam que é dever do Estado orientar os municípios quanto à necessidade de manutenção das medidas de isolamento. Este fato, segundo o prefeito, se sobressai sobre uma decisão municipal e obriga o município a recuar das medidas de flexibilização. "Estamos esperando recomendações do governo do Estado para que ele atenda estas determinações. Assim, podemos adaptar nosso documento às determinações”, explica Bertolucci.
O prefeito disse estar triste porque pretendia progredir nas questões de flexibilização das atividades econômicas em Gramado. “Mas o mais importante é que não vamos abrir mão da saúde do gramadense. Prefiro ver as ruas vazias, ninguém caminhando do que muitos deitados. Enquanto eu puder, vou manter firme e forte a determinação de proteger a saúde da população”, afirmou. Com isso, permanecem valendo as determinações dos decretos municipais que preveem regras para o funcionamento de algumas atividades essenciais. 
> Acesse a cobertura completa sobre o coronavírus
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300