Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
MEIO AMBIENTE Notícia da edição impressa de 19/03/2020. Alterada em 20/03 às 03h00min

Sistema ajuda no armazenamento de água da chuva em propriedades de Estrela

A secretaria do Meio Ambiente e Saneamento Básico de Estrela está engajada no Dia Mundial da Água, que acontece neste domingo. Num contexto de estiagem, que deixa marcas na qualidade de vida, no ambiente e na economia, e a orientação da Organização das Nações Unidas (ONU) para evitar o desperdício e o reaproveitamento, a secretaria recomenda, nas licenças emitidas, a reutilização da água da chuva.

Neste sentido, vários produtores estão armazenando água da chuva, usada em diversas atividades. "São exemplos a serem seguidos, de ações ecologicamente corretas, que preservam a água potável para as futuras gerações", diz o secretário do Meio Ambiente Gaspar Franco. O casal Nelson e Dulce Petter comanda a propriedade localizada no Distrito de Delfina, que tem capacidade para alojar 1.500 suínos. Há dois anos eles captam a água da chuva para lavar as pocilgas, o que é feito em média a cada 110 dias, quando os lotes de suínos são encaminhados às integradoras. As quatro caixas d'água armazenam 40 mil litros. Em média, o consumo é de 12 mil litros para a higienização de cada pavilhão. O investimento de R$ 28 mil para a instalação do sistema se justifica não apenas economicamente. "A questão maior é a preservação da água potável, pois se não fosse isto teria que ser usada para a limpeza", diz Guilherme.

 Em Novo Paraíso, uma propriedade com dois confinamentos de gado de leite tem 330 animais na propriedade, dos quais 170 em lactação. A água é captada em dois pavilhões e armazenada em 20 caixas com capacidade para 5 mil litros cada. "Queremos que esta prática deixe de ser esporádica e passe a fazer parte da rotina de nossos empreendedores", reforça o engenheiro agrícola da Secretaria do Meio Ambiente, Arly Volken.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300