Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
POLÍTICA Notícia da edição impressa de 04/03/2020. Alterada em 04/03 às 03h00min

Parobé escolhe novo prefeito em eleição no domingo

Cinco chapas concorrerão aos cargos de prefeito e vice-prefeito da cidade de Parobé, localizada na região do Vale do Paranhama. A realização das eleições suplementares para a prefeitura do município ocorrerá no  domingo.

 Estão aptos para disputar os cargos de prefeito e vice-prefeito, respectivamente: Moacir Jagucheski (Cidadania/PP/MDB) e Andreia Henemann (Cidadania/PP/MDB); Diego Picucha (PDT) e Alex Bora (PL); Maristela Rossato (PT) e Lodeir Santos, o profº Lodeir (PT); Olavo de Vargas (PTB) e Nadir da Silveira, conhecido como Zé do Outo (PTB); e Gilberto Gomes (Republicanos) e Denilson Goulart (Republicanos).

 A votação ocorrerá das 8h às 17h e poderão votar os eleitores constantes no cadastro eleitoral, em situação regular, e com domicílio eleitoral no município. Deverão ir às urnas 38.331 eleitores, distribuídos em vinte e cinco locais de votação. Os candidatos terão até a quinta-feira para realizar comícios. O prazo para propaganda eleitoral, que corresponde a distribuição de material gráfico e a promoção de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos, se encerra às 22h do dia 7 de março, véspera das eleições suplementares.

 A nova eleição acontece em decorrência da cassação dos mandatos do prefeito e da vice-prefeita, Irton Bertoldo Feller e Marizete Garcia Pinheiro, respectivamente, em sessão realizada no dia 3 de dezembro do ano passado no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul. Feller teve suas contas rejeitadas quando era presidente da Companhia Riograndense de Artes Gráficas, em 2006. Ele teve a candidatura impugnada e teve que ser afastado do cargo.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300