Centro para autistas terá aumento no número de profissionais - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
PELOTAS Notícia da edição impressa de 20/02/2020. Alterada em 26/02 às 03h00min

Centro para autistas terá aumento no número de profissionais

Abertura do ano letivo acontece nesta quarta-feira, com a expectativa de atender cerca de 450 crianças

Abertura do ano letivo acontece nesta quarta-feira, com a expectativa de atender cerca de 450 crianças


/JANINE TOMBERG/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Completando quase seis anos de história, o Centro de Atendimento ao Autista Doutor Danilo Rolim de Moura mantém o papel de referência consolidado, no que se refere ao acolhimento e atendimento de autistas. Em 2020, o ano letivo inicia nesta quarta-feira para 450 crianças, jovens e adultos de Pelotas e de outras cidades da região, que contam com a atuação de 50 profissionais, como professores, terapeutas ocupacionais, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas e educadores físicos.

Com a homologação do concurso público do município e a nomeação de 678 servidores para a área da Educação, o Centro terá sua equipe reforçada com o ingresso de novos funcionários escolhidos por seus perfis ligados à Educação Especial. Exemplo é a recém-chegada à unidade, Natasha Abreu, de 28 anos, formada em magistério, graduada em Pedagogia e pós-graduada em Atendimento Educacional Especializado (AEE) - função que exercerá a partir de agora na unidade.

Professora há onze anos, ela conta que a Educação Especial é que a conquistou desde o início da carreira, quando teve seu primeiro contato com alunos com deficiência. "Foi ainda na época do estágio da faculdade, quando tinha alunas com Síndrome de Down e deficiência visual na minha turma. Alguns anos depois, tive meu primeiro aluno autista e, desde então, percebi minha identificação com a área", diz.

Considerando a grande quantidade de alunos, as diferentes idades - o aluno mais novo tem 1 ano e o mais velho, 38 - e os diferentes quadros clínicos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), cada aluno é visto como um ser único, considerando suas evoluções, desafios e realidades. Por isso, assim que iniciar o ano letivo, Natasha acompanhará uma turma de AEE, voltada a crianças e adolescentes entre seis e 14 anos, já em andamento, com vistas a conhecer caso a caso e avaliar o nível de aprendizagem das crianças e jovens.  Ela assumirá a turma assim que a professora atual sair em licença-maternidade, tornando a transição mais tranquila para os alunos.

Desde a inauguração do Centro de Atendimento ao Autista, em abril de 2014, o número de beneficiados aumentou cerca de 650%. Em breve, a unidade finaliza as obras de remodelação das salas de Terapia Ocupacional e de Psicomotricidade, além de organizar um novo espaço de relaxamento e descanso para alunos e profissionais que trabalham durante todo o dia no local.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300