Lei irá estipular metas e incentivos para a saúde - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
CANOAS Notícia da edição impressa de 12/02/2020. Alterada em 12/02 às 03h00min

Lei irá estipular metas e incentivos para a saúde

O prefeito em exercício de Canoas, José Carlos Patrício, sancionou a lei que prevê o pagamento de incentivo financeiro a 376 trabalhadores da saúde em Canoas. Agentes Comunitários da Saúde (ACS) e Agentes de Combate às Endemias deverão alcançar integralmente as metas estipuladas pelo Ministério da Saúde antes de receberem a remuneração.

 A iniciativa surgiu de uma necessidade imposta pelo programa Previne Brasil, que institui um novo modelo de financiamento da atenção primária, a partir do qual os municípios poderão receber mais recursos federais e ampliar o número de serviços, consultas médicas e horários de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS). O prazo máximo estabelecido pelo Ministério da Saúde para que os municípios cumpram uma das metas que está vinculada ao cadastramento da população é até 30 de abril. Até lá, os agentes deverão cadastrar mais de 120 mil cidadãos e registrar 15 mil imóveis, através de visitas domiciliares.

 Entendendo a situação da saúde e a importância do que foi negociado com os representantes dos trabalhadores, Patrício afirmou durante a reunião de assinatura da lei que a previsão orçamentária da cidade possibilita que o pagamento da primeira parcela do prêmio ocorra ainda neste mês. "Agradeço à disposição da Câmara de Vereadores, da secretaria da Saúde, da Fundação Municipal de Saúde e da comunidade em geral por construirmos um diálogo eficaz sobre uma questão de grande impacto na cidade", disse.

 Everaldo Santos, agente comunitário da Saúde e representante dos servidores nas negociações, revelou que a categoria está empenhada nesta demanda e que semanalmente tratará com o secretário da Saúde, Fernando Ritter, os objetivos alcançados e as dificuldades encontradas. "Todos tiveram a sensibilidade de tratar o assunto com o maior cuidado possível. Estávamos ansiosos, os colegas enfrentam algumas dificuldades, mas hoje o sentimento é de satisfação", disse.

Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300