Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SANTO ÂNGELO Notícia da edição impressa de 09/01/2020. Alterada em 13/01 às 03h00min

Automação ajuda a aumentar produção de leite em propriedades

Falta de mão de obra é vista como um dos motivos para adotar prática

Falta de mão de obra é vista como um dos motivos para adotar prática


/TARSO WEBER/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A propriedade rural da Família Cassel, localizada em área de 100 hectares no Distrito de Atafona, em Santo Ângelo, é uma das pioneiras no confinamento e na automação da produção leiteira e já registra aumento na produtividade com apenas dois meses de adesão ao sistema. O investimento gira em torno de R$ 1 milhão, e a meta da família é continuar aperfeiçoando a produção com a robotização da ordenha.

A família investiu na construção de um galpão de alvenaria com mais de 1,5 mil metros quadrados, com climatização, ventilação, iluminação controlada e bebedouros automatizados, dotado de sistema de videomonitoramento, e com capacidade para confinar cerca de 100 bovinos. De acordo com o produtor Nardeli Cassel, atualmente, o plantel de cerca de 70 reses atingiu, em dezembro, uma produção de 54 mil litros, representando média de 1,8 mil litros/dia.

Cassel explicou que a decisão pela automação foi tomada em virtude da dificuldade de encontrar mão de obra para o setor leiteiro, mesmo com um vasto campo de trabalho e um salário considerado atrativo pelo produtor. "Isto também nos leva a projetar a robotização da produção leiteira", assinalou.

O prefeito em exercício de Santo Ângelo, Bruno Hesse, que visitou propriedade para conhecer o sistema, gostou do que viu e parabenizou os empreendedores rurais pelos investimentos em tecnologia como ferramenta para o incremento da produção leiteira no município. "É um investimento bastante alto, mas consolida financeiramente a propriedade e o aumento da produção", declarou Hesse.

Fábio Cassel, sócio do pai em setores produtivos da propriedade, está bastante otimista com o investimento. Ele constatou que, em apenas dois meses de confinamento, o aumento na produção por animal alcançou em torno de 50%. Com isso, a expectativa também é de superar os valores com a comercialização de produtos em 2020, graças à tecnologia.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300