Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SANTA MARIA Notícia da edição impressa de 07/01/2020. Alterada em 07/01 às 03h00min

UFSM perderá 717 postos de trabalho com decretos presidenciais

O decreto publicado pelo governo federal, que definiu pela extinção de cargos da carreira pública federal trouxe uma redução de 376 vagas do quadro efetivo de pessoal da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Somado a um outro de 2018, a universidade perderá 717 posições de trabalho nos próximos anos, ou seja, 25% do total de servidores técnico-administrativos.

 Do total de vagas atingidas pelo recente decreto, 75% (285 vagas) ainda estão ocupadas por servidores de carreira que, ao saírem do efetivo exercício, não terão sua vaga reposta. O impedimento de abrir novos concursos públicos para os diversos cargos descritos no decreto e a impossibilidade de prover vagas adicionais em número maior ao estabelecido no edital também impacta a UFSM, já que impede, atualmente, a contratação de servidores em 11 diferentes cargos em que a universidade ainda possui concursos válidos.

 O reitor da UFSM, Paulo Burmann, destaca que esta é mais uma das medidas do Executivo federal que atingem diretamente a instituição. "Esse decreto, assim como o decreto de 2018, que já extinguia cargos da carreira pública, tem impacto direto na qualidade do serviço prestado. Nossa universidade se sustenta com ensino, pesquisa e extensão graças ao trabalho de professores e dos técnico-administrativos em educação. O maior impacto será sentido a longo prazo", destaca.

 Entre as ocupações extintas pelos decretos, estão, por exemplo, cargos técnicos com forte atuação nos laboratórios da UFSM, que apoiam e qualificam o ensino, oferecem serviços à comunidade e realizam pesquisas de excelência. Também é extinto o cargo de Tradutor Intérprete de Linguagens de Sinais, profissionais que acompanham estudantes e servidores surdos em sala de aula e atividades de ensino, atuam na tradução simultânea de eventos e na produção de vídeos institucionais e didáticos.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300