Estudo mostra redução no índice de crimes violentos em 2019 - Jornal Cidades
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR |
PELOTAS Notícia da edição impressa de 03/01/2020. Alterada em 06/01 às 15h14min

Estudo mostra redução no índice de crimes violentos em 2019

Queda foi de 33% se comparada com 2018; trabalho de inteligência e integração ajudaram na diminuição

Queda foi de 33% se comparada com 2018; trabalho de inteligência e integração ajudaram na diminuição


/MICHEL CORVELLO/DIVULGAÇÃO/CIDADES
A diminuição no número de homicídios e demais crimes violentos em Pelotas é um dos principais propósitos do Pacto Pelotas pela Paz, lançado em 2017. Os trabalhos de inteligência e planejamento mostram sua eficiência nos números: o acumulado de crimes violentos letais intencionais em Pelotas em 2019 foi o menor já registrado desde 2015, quando 101 crimes como estes foram praticados de janeiro a novembro. No mesmo período de 2019, 67 foram notificados - uma redução de 33%.
Desde a implementação do Pacto, o curso decrescente se mantém: em 2018, ocorreram 87, contra 102 do ano anterior. "A redução de homicídios é o objetivo principal do Pacto. Não são apenas números, mas sim vidas preservadas a partir de um trabalho muito detalhado e cuidadoso, que conta com a atuação de diversas instituições. O declínio nos mostra que é possível agir pela segurança e diminuir a violência, fazendo-o de forma séria, dedicada e compartilhada", assinalou a prefeita Paula Mascarenhas, salientando a relevância das evidências científicas utilizadas pelo Gabinete de Gestão Integrada Municipal para nortear as estratégias.
Paula também frisou que as dezenas de projetos no âmbito da prevenção à violência, também implementados com o Pacto, terão um impacto significativo em médio e longo prazos em Pelotas, gerando decréscimos ainda melhores no futuro. A prefeita refere-se a diversas ações sobre possíveis fatores de risco à violência e correspondem a iniciativas destinadas à prevenção da gravidez precoce, metodologias que fortalecem os vínculos familiares, capacitações para jovens entrarem no mercado de trabalho, projetos para coibir a evasão escolar, criação de oportunidades de trabalho a jovens em vulnerabilidade social, incentivo à ressocialização de apenados, entre outros.
Os dados acompanhados pela secretaria estadual de Segurança Pública, que monitora os homicídios dolosos e latrocínios no Rio Grande do Sul, também apontam queda expressiva nos números, neste recorte temporal, no município. Foram 105 registros em 2015, na contrapartida de 57 praticados entre janeiro e novembro de 2019. O comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Facin, reforçou a importância dos trabalhos integrados com o intento de mitigar a criminalidade em Pelotas. "Os resultados nos incentivam a buscar, em 2020, uma redução ainda maior nos índices de violência da cidade", concluiu.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300