Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SÃO LEOPOLDO Notícia da edição impressa de 02/01/2020. Alterada em 03/01 às 03h00min

Defesa Civil monitora nível do Rio dos Sinos devido ao baixo volume d'água

Conforme a Defesa Civil de São Leopoldo, o nível do Rio dos Sinos verificado pela régua marcou 0,85 metros em aferição. Com essa informação, o prefeito Ary Vanazzi convocou uma reunião para esclarecer a população sobre a situação crítica do rio e para fazer um alerta à cidade.

Mesmo com um volume de água considerado baixo, uma vez que, dentro da normalidade a média do nível é entre 2,00m a 2,50m, a prefeitura e o Serviço Municipal de Água e Esgoto de São Leopoldo (Semae) garantiram o abastecimento pleno de água tratada na cidade. O prefeito também determinou a criação de um grupo de trabalho para intensificar medidas de fiscalização do uso racional da água e de descarte de lixo em locais impróprios.

 Vanazzi lembrou que é preciso fazer o uso consciente da água. "A população não pode desperdiçar. É preciso evitar ações como lavar carros e calçadas com a água potável, que deve ser exclusivamente para as necessidades básicas da comunidade", frisou. Já o diretor-geral do Semae, Nestor Schwertner, destacou que a autarquia adotou medidas para aumentar a eficiência hidroenergética da rede de distribuição de água potável. "Na véspera deste Natal, verificamos o maior nível de consumo de água em nossa cidade. No entanto, não houve desabastecimento em nenhum local de São Leopoldo. A utilização de válvulas reguladoras de pressão é um dos principais fatores para evitarmos as perdas de água tratada. Reduzindo a pressão da água sobre os canos, juntas e extremidades, a rede fica menos exposta a rachaduras e rompimentos" disse o diretor.

Novas aferições serão feitas diariamente. A previsão do tempo aponta para chuvas mais volumosas nos próximos dias, o que deve amenizar a situação

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300