Comentar

Seu comentrio est sujeito a moderao. No sero aceitos comentrios com ofensas pessoais, bem como usar o espao para divulgar produtos, sites e servios. Para sua segurana sero bloqueados comentrios com nmeros de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se voc encontrou algum erro nesta notcia, por favor preencha o formulrio abaixo e clique em enviar. Este formulrio destina-se somente comunicao de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SANTA CRUZ DO SUL Notcia da edio impressa de 04/12/2019. Alterada em 05/12 s 03h00min

Pesquisa avalia uso de musicoterapia para jovens autistas

Crianas e adolescentes submetidos ao estudo tiveram reduo em alguns dos sintomas bsicos da doena

Crianas e adolescentes submetidos ao estudo tiveram reduo em alguns dos sintomas bsicos da doena


/MARCELO G. RIBEIRO/ARQUIVO/CIDADES

A mestrandada Universidade de Santa Cruz do Sul, Juliane Fiorezi, realizou um estudo buscando identificar os efeitos da msica no tratamento de autistas, avaliando a influncia da msica nos aspectos biolgicos, celulares e hormonais dos participantes. A pesquisa "A escuta musical e seus efeitos sobre os danos celulares da mucosa oral, cortisol salivar e aspectos comportamentais de indivduos autistas" teve como objetivo verificar de que forma os acordes podem ajudar no desenvolvimento dessas pessoas.

Participaram do estudo 22 crianas e adolescentes autistas, com idade entre trs e 17 anos, e que participam do projeto Educao Fsica adaptada para autistas, desenvolvidona universidade Assim, para a avaliao dos efeitos da msica nos participantes, foram coletadas amostras de clulas da mucosa oral (bochecha) e de saliva, antes e depois de 30 dias de interveno por escuta musical. As clulas, retiradas com uma leve escovada na bochecha, foram avaliadas para verificar se apresentavam danos em sua formao. J a saliva serviu para apresentar as alteraes no cortisol salivar, um hormnio que est diretamente relacionado ao estresse e que influencia o sistema imunolgico do ser humano. A seleo de msicas foi desenvolvida por uma musicoterapeuta com formao e experincia na aplicao da msica enquanto potencial teraputico.

Os resultados da pesquisa demonstraram efeitos promissores.Contudo, para entend-los, necessrio considerar que o corpo humano e as clulas esto em constante modificao, sempre na busca de equilbrio no funcionamento de todos os seus sistemas de regulao.Nessa pesquisa, concluiu-se que a interveno por escuta musical contribuiu para diminuir os danos celulares e influenciou no aumento do processo de apoptose (eliminao natural de clulas danificadas). Alm disso, foi possvel observar uma reduo nos nveis do hormnio cortisol salivar, embora no significativos.

A pesquisatambm compilou estudos anteriores que apresentavam os efeitos da musicoterapia com autistas. Foi constatado que esse tratamento impacta positivamente no comportamento dos mesmos, sobretudo em questes relacionadas maior sincronia rtmica, maior ajustamento comportamental com demais participantes do grupo, maior habilidade na ateno seletiva, bem como aspectos cerebrais que influenciam a maior capacidade de interao e comunicao, diminuio nos comportamentos de vitimizao e aumento nas habilidades sociais. As tcnicas de musicoterapia que provocam esses resultados so aquelas que utilizam o fazer musical, realizando a improvisao ou utilizando a mediao do ritmo musical.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentrios
Seja o primeiro a comentar esta notcia
Av. Joo Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300