Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
TRÊS COROAS Notícia da edição impressa de 07/11/2019. Alterada em 08/11 às 03h00min

Audiência discute concessão da Barragem das Laranjeiras

Local, que fica na divisa com Canela, pertence ao Estado e deve ser utilizado para geração de energia limpa

Local, que fica na divisa com Canela, pertence ao Estado e deve ser utilizado para geração de energia limpa


/DIEGO LAND/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Foi realizada em Três Coroas uma audiência pública para discutir a utilização da Barragem das Laranjeiras, que fica no território de Canela. Diante do interesse por parte de investidores em explorar a produção de energia elétrica na estrutura existente, a prefeitura de Canela está pleiteando a concessão da barragem. Hoje, ela pertence ao estado do Rio Grande do Sul e está em situação de abandono.

Antes disso, a pedido do governo estadual, foi realizada a audiência para consultar a comunidade três-coroense, já que o objeto em discussão fica logo acima da divisa do seu município. Para discutir o assunto, foram convidadas autoridades do Legislativo e do Executivo dos dois municípios, representantes de entidades relacionadas e o responsável técnico do projeto, o engenheiro Camille Nassar. Ele fez um breve relato das características da barragem e de suas atuais condições.

O engenheiro disse que a estrutura, apesar da falta de manutenção, está em boas condições de uso. "A estrutura do barramento é estável, porém está à mercê do tempo", explicou.Segundo ele, a barragem deveria ser revisada a cada cinco anos, sendo ela classificada de médio risco e de dano potencial associado alto. Questionado, Nassar admitiu que parte de sua pesquisa foi empírica, com base em relato de pessoas que testemunharam a construção da barragem, pois não encontrou registro e documentos da obra.

O procurador da prefeitura de Três Coroas, Eduardo Kellermann, que também responde pela secretaria de Planejamento Urbano, achou a ideia boa e afirmou que a reativação da Barragem das Laranjeiras será boa para o município. "Estamos em concordância com esse projeto, pois a sua utilização exigirá uma manutenção periódica, garantindo mais segurança para a população. Nós só nos opomos à construção de novas barragens, mas a princípio essa ideia está descartada", disse Kellermann.

Durante a audiência, surgiu uma informação extraoficial de que a Corsan também teria interesse na Barragem das Laranjeiras e que o órgão teria uma reunião com a secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura para tratar do tema. Se o Estado for favorável à utilização da estrutura para a geração de energia elétrica, outros órgãos deverão ser consultadas antes de o projeto ser executado.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300