Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
LAJEADO Notícia da edição impressa de 09/10/2019. Alterada em 09/10 às 03h00min

Município se prepara para evitar epidemia de dengue

O município de Lajeado está se preparando para possíveis surtos das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue e chikungunya. Iniciado em agosto deste ano, momentos de capacitação estão sendo propiciados aos agentes comunitários de Saúde e aos agentes de Combate às Endemias, pois são eles os profissionais que estão na linha de frente do controle e prevenção das arboviroses e para tanto, precisam estar bem preparados e atualizados.

 A capacitação é ofertada através de uma parceria entre o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e Associação Brasileira de Profissionais de Epidemiologia de Campo (ProEpi). Ao longo de três meses (agosto, setembro e outubro) estes profissionais da saúde tem se reunido, uma vez por semana, para assistir às videoaulas, ler artigos e manuais e realizar exercícios que proporcionam a fixação dos conceitos mais importantes e aplicáveis à vida prática. Ao longo da capacitação, realizada à distância, são discutidos aspectos importantes para o desenvolvimento de ações de assistência, vigilância epidemiológica, controle do vetor, educação em saúde e mobilização social, no âmbito de sua responsabilidade profissional e técnica.

 Segundo dados do Informativo Epidemiológico de Arboviroses do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, foram registrados, até 14 de setembro, 3.810 casos suspeitos de dengue e 1.281 casos confirmados em todo Rio Grande do Sul. Em Lajeado, no mesmo período, há registro de um caso de dengue e um de chikungunya. Atualmente, há dois casos de suspeita de dengue em investigação na cidade. Conforme a coordenadora da Vigilância Ambiental em Saúde, Catiana Lanius, com a chegada da temporada de chuvas e temperaturas mais altas, há possibilidade da elevação de casos.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300