Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
SANTA CLARA DO SUL Notícia da edição impressa de 11/09/2019. Alterada em 11/09 às 03h00min

Agroecologia é o principal enfoque da Santa Flor deste ano

Produção de orgânicos é um dos destaques do município para abastecer cidades da região e merenda escolar

Produção de orgânicos é um dos destaques do município para abastecer cidades da região e merenda escolar


/ELISE BOZZETO/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A agroecologia estará em evidência na edição deste ano da Santa Flor, que começa no dia 19 em Santa Clara do Sul, no Vale do Taquari. A feira pretende apresentar um reposicionamento feito pela cidade em relação à produção de orgânicos e flores, duas práticas que ajudam o município a incrementar a arrecadação e estimular a permanência dos moradores em zonas rurais, com aprimoramento de técnicas e incentivo ao conhecimento.

Em visita ao Jornal Cidades, a presidente da comissão organizadora da Santa Flor, Patrícia Herrmann contou que essa mudança aconteceu recentemente. A cidade, com vocação industrial, ainda permanece com essa atividade como principal fonte de renda, no entanto, foi necessário criar uma nova forma de obter recursos - e estimular a comunidade - a ter um desenvolvimento sustentável. "Percebemos no DNA da cidade a vocação para a produção de alimentos orgânicos. Resolvemos, junto com parcerias, alavancar esse projeto e deu muito certo", conta a presidente. Atualmente, 30 famílias se dedicam ao cultivo de vegetais e hortaliças e, segundo Patrícia, quatro delas saíram da região urbana para se instalar na área rural. A produção também contempla a merenda escolar. Cerca de 60% de tudo que é usado para o preparo das refeições é oriundo da agricultura local.

Já em relação as flores, ela explica que a produção abastece diversos centros estaduais, dentre eles o Centro de Distribuição de Porto Alegre (Ceasa). Mensalmente, são cultivadas 50 mil mudas nas propriedades locais. Destas, pelo 40 mil são comercializadas para fora de Santa Clara. "Nossas plantas estão em vários lugares e são cada vez mais aceitas pelos fornecedores e, consequentemente, pelos clientes finais", observa Patrícia. Por isso, para unir as duas frentes, o município resolveu ampliar a Santa Flor desse ano.

A feira deste ano tem como diferencial a realização de seminários, oficinas e palestras para debater a produção orgânica e a sustentabilidade. Esses temas estão alinhados com os programas municipais que possuem na sua essência a inovação, a qual tem sido o eixo do governo municipal. Os produtores de flores e de alimentos orgânicos do município são o motivo principal da realização da Santa Flor.

Outra inovação em relação às edições anteriores é a constituição de uma curadoria externa formada pela presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Cíntia Agostini; pela gerente regional do Sebrae Lajeado, Liane Klein e pela gerente do Escritório de Relações com o Mercado da Univates e mestre em Sistemas Ambientais Sustentáveis, Cristiani Reimers. A curadoria tem como propósito colaborar na realização do evento e torná-lo relevante para toda região.

A abertura oficial será no dia 18, quinta-feira, às 18h. No mesmo dia, haverá show com a Família Lima. Para os demais dias, também estão programados shows durante a noite. A praça de alimentação também terá opções saudáveis e com produtos da cidade e todos os utensílios disponibilizados são biodegradáveis. Haverá, também, espaço para expositores da agroindústria. A programação completa pode ser conferida no site oficial do evento.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300