Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
CANOAS Notícia da edição impressa de 19/07/2019. Alterada em 23/07 às 03h00min

Empréstimo pagará dívidas de hospital com trabalhadores

Foi anunciada, na semana passada, a aprovação de um empréstimo por parte da Associação São Miguel junto ao Banrisul. O empréstimo de R$ 5,8 milhões servirá para pagar as rescisões dos funcionários que serão desligados pelo Hospital Nossa Senhora das Graças, após o fim do contrato 64, que está encerrando no próximo dia 31 de julho. O comunicado foi feito em uma reunião na prefeitura, entre o Executivo municipal, a secretaria da Saúde, gestores do Hospital Nossa Senhora das Graças e representantes dos profissionais.

O pagamento desses direitos não é de responsabilidade da prefeitura, mas houve empenho para colocar em garantia os contratos firmados com o hospital, para que o mesmo pudesse contrair empréstimo bancário junto ao Banrisul para honrar esses compromissos.  O prefeito de Canoas, Luiz Carlos Busato, afirma que a costura feita para que os trabalhadores não saíssem prejudicados foi bem sucedida graças ao trabalho em conjunto. "Foi um trabalho conjunto para trazer o melhor possível para as famílias e para não prejudicar a saúde de toda a população. Esse trabalho é diário", comentou o prefeito.

O contrato 64 contempla os serviços de recepção e limpeza, além de agentes de saúde, enfermeiros, técnicos e médicos. Esses serviços são prestados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Boqueirão, UPA Niterói, UPA do Idoso, farmácias e Centro de Especialidade Médicas, além das 27 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade. Assinado em 2013, o documento passou por revisão técnica da atual gestão, tendo em vista que possuía pontos que traziam prejuízos financeiros ao município. Em 2018, já com a nova formatação, foi prorrogado até o dia 31 de julho deste ano, prazo máximo permitido por lei.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300