Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
PAROBÉ Notícia da edição impressa de 01/07/2019. Alterada em 05/07 às 03h00min

Em palestra, Procon alerta sobre alto índice de endividamento de idosos

O Procon Municipal de Parobé promoveu uma palestra em combate ao superendividamento do público idoso e o assédio dos bancos e financeiras via callcenter, oferecendo empréstimos, seguros e educação para o consumo. A palestra foi ministrada pelo mediador do Procon, Julio Adrián Somarriba Pereira, que possui experiência na função de corretor financeiro e serviços bancários.

Na ocasião estavam presentes os grupos de idosos de Parobé, juntamente da Assessora do Idoso, Lélia do Espírito Santo, que distribuiu as cartilhas de orientações ao consumidor para os idosos. Conforme pesquisa do SPC Brasil, três em cada 10 idosos entre 65 e 84 anos no País estão com o nome sujo, a maior parte das dívidas (52%) está ligada a bancos, cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos. Já foram atendidas 400 pessoas acima de 60 anos nos últimos 12 meses, representando 55% do total de atendimentos no período.

Durante a palestra, foi abordado o índice de inadimplência, que teve uma alta de 0,13%, no primeiro trimestre de 2019, sendo que 37% da população na Região Sul está inadimplente, que representa 8,5 milhões de pessoas negativadas. Segundo o IBGE, no ano de 2000, a população com mais de 60 anos era de 14,5 milhões e, em 2019, já ultrapassa os 29 milhões, e a expectativa é que, até 2060, esse número suba para 73 milhões de pessoas com mais de 60 anos.

O Procon orienta os consumidores para não passarem dados pessoais por telefone, pois, segundo informações do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), houve vazamento de dados, o que ocasionou a avalanche de ligações dos bancos e financeiras oferecendo empréstimos e seguros. Também orienta a nunca assinar contratos ou documentos antes de ler todo seu conteúdo, pois, no meio da documentação, pode ter um contrato de seguro que não foi solicitado, a partir do qual, mais tarde, poderá haver débitos em sua conta-corrente.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300