COMENTAR | CORRIGIR
Alterada em 11/06 às 03h00min

LAGOA VERMELHA: Cursos de qualificação profissional recebem inscrições de jovens

Aula inaugural atraiu pessoas ligadas à área estudantil que buscam recolocação no mercado de trabalho

Aula inaugural atraiu pessoas ligadas à área estudantil que buscam recolocação no mercado de trabalho


/FRANCIELE MORAES/DIVULGAÇÃO/CIDADES

A aula inaugural do Programa Escola do Fazer ocorreu na semana passada, na Casa da Cultura Athos Branco, em Lagoa Vermelha. O objetivo do programa é promover qualificação profissional, por meio de cursos de curta duração, voltados prioritariamente à população estudantil e a pessoas já egressas do sistema de ensino. 

O Escola do Fazer possibilita esperanças para quem necessita de uma inserção no mercado de trabalho. Segundo Saionara Barros, que também se inscreveu no curso de atendente de farmácia, as palavras do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, João Paulo Salvador, lhe motivaram a acreditar em um futuro melhor. "As palavras do secretário me motivaram muito, porque, como ele disse, com a minha dedicação, posso ir longe", comenta.

Os cursos de atendente de farmácia, cuidador de idosos, eletricista, jardinagem, informática e secretária do lar já estão com a vagas preenchidas. Já os cursos de telemarketing, atendimento ao cliente, recepcionista, informática, instalação e manutenção de computador, designer, desenvolvimento de aplicativos estão com vagas abertas desde o início da semana, das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min no Centro de Referência de Assistência Social (Cras). Para fazer as inscrições, basta levar RG, CPF, certidão de nascimento e casamento, e preferencialmente comprovantes do Cadastro Único e Bolsa Família.

O prefeito municipal de Lagoa Vermelha, Gustavo Bonotto, avalia que é preciso valorizar o empreendedorismo e as iniciativas que existem em Lagoa Vermelha. Ele destaca alguns exemplos de geração de economia que o município apresenta, como o polo moveleiro e as indústrias do setor metalúrgico, têxtil e alimentício, que têm apresentado bons resultados. Entretanto, o prefeito analisa que ainda existem vários desafios, como a geração de emprego e renda, que não é exclusividade do município. "Nós passamos por um momento muito difícil em nossa Nação, mas não podemos cruzar os braços. É preciso arregaçar as mangas e trabalhar por aquilo que acreditamos", aponta.

Bonotto manifesta que foi surpreendido pela aceitação do Programa Escola do Fazer, que teve sua primeira edição no ano de 2018. "Começamos com os parceiros Senac e Senai, e agora ampliamos o nosso leque de cursos oferecidos. Dentro da expectativa do poder público, damos um passo em direção àquilo que nossa comunidade precisa, que é a renda, emprego, sustento da família e busca de um sonho", diz. O prefeito complementa que, quanto mais ampliação os cursos tiverem para a comunidade, maior será a aproximação ao empreendedorismo. Dessa forma, encontrando oportunidades onde há dificuldades.

A coordenadora do Cras, Genair Dutra, diz que este momento é muito importante, pois considera o Programa Escola do Fazer especial. "Acreditamos muito nas potencialidades de cada um. A ação é um ato de transformação de realidades das famílias. Este é o papel do serviço social, oferecendo oportunidades", esclarece.

A ideia é formar os novos profissionais para que possam atuar dentro do município, conforme a demanda das empresas.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300