Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

COMENTAR | CORRIGIR
ALEGRETE Notícia da edição impressa de 28/05/2019. Alterada em 28/05 às 03h00min

Evento debate tecnologia na produção arrozeira

A evolução das tecnologias e os seus impactos no campo monopolizou os debates da primeira noite da 12ª Semana Arrozeira de Alegrete, aberta no domingo, no CTG Farroupilha. Trezentas pessoas acompanharam as palestras de Donário Lopes de Almeida, agrônomo e jornalista, que falou da "Disrupção do Agro" e de Cleiton José Cleiton Ramão, professor de Agronomia da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) de Itaqui.

 Ao abrir a programação, a presidente da Associação dos Arrozeiros de Alegrete, Fátima Marchezan justificou a predominância da tecnologia na temática da Semana Arrozeira, dizendo que as ferramentas desenvolvidas somam em todos os aspectos, gerando agilidade das operações, com precisão nas aplicações, diminuição de custos e incremento de produtividade.

 A dirigente, no entanto, chamou a atenção para problema relacionados ao tema. "Nem todos têm acesso às informações e ferramentas hoje disponibilizadas; a falta de conectividade no interior do país deixa fora deste novo mundo uma parcela significativa de produtores rurais, proporcionando a concentração da oferta de tecnologia", disse. Essa mesma falta de estrutura para uma melhor conectividade, ressaltou, "também provoca uma sensação de atraso a muitos, que optam em ir para cidade. E é essa perigosa divisão que temos que evitar", ponderou.

 Citando ainda o processo evolutivo, que trouxe a perspectiva de novos conceitos práticos das operações no campo, a presidente também defendeu a atualização do ensino voltado ao setor rural nas universidades, com a inserção, remoção ou transformação de alguns cursos. O mesmo, ressaltou, "vale para as instituições de pesquisa e extensão rural, cooperativas e entidades representativas do setor".

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300