COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 12/04/2019. Alterada em 15/04 às 03h00min

SANTO ÂNGELO: Projeto propõe limitar venda de fogos de artifício

Um projeto de lei (PL) que propõe disciplinar o uso de fogos de artifício no município de Santo Ângelo, foi aprovado por unanimidade pelos vereadores do Poder Legislativo Municipal. A matéria foi subscrita pelo vereador Pedrão, e veda o uso de bombas, morteiros, busca-pés e demais fogos ruidosos na área urbana do município, sendo permitidos os fogos de vista com ausência de estampido. O projeto também impede soltar balões de ar quente e fazer fogueiras em logradouros públicos sem prévia autorização do Poder Público.

De acordo com o vereador, a proposta leva em conta que a queima de rojões, fogos de artifício e similares, causa incômodo auditivo severo para muitas famílias, especialmente as que possuem pessoas enfermas, crianças pequenas e idosos, por exemplo. Além disso, causa traumas irreversíveis aos animais, que muitas vezes acabam se machucando por conta dos barulhos.

Pedrão enfatiza que o benefício do espetáculo dos fogos de artifício é visual e que isso pode ocorrer com o uso dos conhecidos fogos de vista, que são artigos pirotécnicos sem estampido. "Várias cidades no Brasil, já implementaram esta lei, e ela está de acordo com a saúde das pessoas e dos animais", afirmou.

O PL prevê inclusão de pena na Lei de Crimes Ambientais para quem fizer uso de fogos de artifício de estampido, devido a poluição sonora. O proponente da matéria explica que, no caso dos fogos ruidosos e das fogueiras, a proibição poderá ser suspensa em caso de festividades públicas ou religiosas de caráter tradicional, mediante licença do Governo Municipal. Nessas situações, o município poderá estabelecer exigências que julgar necessárias para o segurança dos participantes.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300