COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 06/12/2018. Alterada em 06/12 às 01h00min

GRAVATAÍ: Seminário debate prevenção e assistência em ISTs e Aids

Evento ocorreu na última terça-feira e teve como objetivo qualificar profissionais da atenção básica

Evento ocorreu na última terça-feira e teve como objetivo qualificar profissionais da atenção básica


PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATAÍ/DIVULGAÇÃO/CIDADES

Na última terça-feira, em alusão ao Dia Mundial de Combate à Aids, internacionalmente definido como o dia 1 de dezembro, a prefeitura, por meio do Serviço de Assistência Especializada (SAE), da secretaria municipal da Saúde (SMS), realizou o VII Seminário de Prevenção e Assistência em Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), HIV-Aids em Gravataí, na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). O evento teve por objetivo qualificar os profissionais da atenção básica para o atendimento a pacientes com ISTs, HIV-Aids, conscientizando sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce, além de aperfeiçoar toda a equipe na estratégia de prevenção combinada.

De acordo com o secretário de Saúde e procurador-geral do município, Jean Torman, a ação permitiu que os participantes trocassem experiências, conhecimento e se atualizassem sobre esse tema, que está em constante mudança e movimento. "O Rio Grande do Sul continua sendo o terceiro estado em detecção de Aids do País, enquanto o município de Gravataí é 12ª cidade do Estado, sendo a 48ª no Brasil. Nossos dados são bem preocupantes, e, para combater isso, a gente tem que estar cada vez mais inovando o nosso conhecimento", disse a assistente social da secretaria estadual da Saúde (SES-RS), Ana Lúcia Baggio.

Para a coordenadora do SAE, Tatiane Silva, "é com muita felicidade que chegamos a este VII Seminário Municipal de Prevenção e Assistência em ISTs, HIV-Aids. É um seminário que vai além dos serviços especializados, no qual pensamos em compartilhar o nosso conhecimento do SAE com a atenção básica". Ela também enfatizou a importância das parcerias com as demais secretarias do governo municipal. "As unidades de saúde são muito parceiras dessa causa. Desde 2013, a gente desenvolve ações, e hoje podemos dizer que o espaço de prevenção e diagnóstico do HIV é na atenção básica", destacou a coordenadora do departamento de Atenção Básica da SMS, Joice Cunha.

Após a abertura, o evento contou com a entrega da certificação das Unidades Parceiras na Luta pelo Alcance das Metas, através da descentralização do diagnóstico para a atenção básica, para os postos que desempenharam um trabalho relevante em parceria com o SAE no ano de 2017. Conforme explica a coordenadora do SAE, desde 2013, o órgão e a atenção básica vêm iniciando um processo de descentralização do diagnóstico. Com isso, a atenção básica iniciou a testagem rápida no seu território com os seus usuários.

"Quando começamos a verificar, vimos uma disparidade em testagem. Algumas unidades testavam muito, outras testavam pouco. Como precisávamos incentivá-las porque nós assinamos a Carta de Paris, em 2017, começamos a discutir de que forma poderíamos aumentar isso. Foi quando surgiram as metas de testagem por unidade", explicou Tatiane. A meta por unidade consiste na realização em cerca de 100 testes por equipe de saúde da família por ano. As unidades que atingiram acima de 60% essa meta de testagem no ano de 2017 receberam a Certificação Prata. Já as que atingiram mais de 100% da meta foram contempladas com a Certificação Ouro. A Profilaxia Pós-Exposição (PEP) já está implantada no município de Gravataí em dois locais: no Serviço de Assistência Especializada (SAE) e no Pronto Atendimento Municipal (PAM 24h).

O encontro teve diversas palestras, abordando temas como a gestão de risco e prevenção combinada, a importância da PEP e a sua relação com o bem-estar psicológico e a possibilidades de prevenção. O agente comunitário de saúde da Unidade de Saúde da Família (USF) Costa do Ipiranga, Marcos Antônio Martins, considera a ação importante porque atua na área rural do município, o que contribui na forma de abordagem, acolhimento e orientação. "Participar da formação é fundamental pois é decisiva na promoção da saúde", ressaltou. Além dos profissionais da saúde, marcaram presença no evento o secretário adjunto da SMS, Reisson dos Reis; o presidente do Conselho Municipal de Saúde Jaime Ziegler; e o vereador Jô da Farmácia.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300