COMENTAR | CORRIGIR
06/11/2018 - 01h18min. Alterada em 06/11 às 01h00min

CAXIAS DO SUL: Unidade Básica de Saúde Santa Fé promove oficina de compostagem

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Santa Fé promoveu uma oficina de compostagem, envolvendo crianças, adolescentes e lideranças da região. A atividade, realizada no dia 30 de outubro, é a terceira etapa do projeto de construção de um Relógio das Plantas Medicinais no Corpo Humano, para uso da comunidade. O relógio do corpo humano, baseado nos ensinamentos da medicina tradicional chinesa, é dividido em doze meridianos, com duas horas cada um. Cada meridiano corresponde a um órgão. Para cada órgão recomenda-se o uso de uma planta, em determinado horário, com o objetivo de tratar problemas específicos.

Na primeira etapa do projeto, realizada em março, os jovens conheceram a dinâmica do relógio, os benefícios das plantas e a maneira correta de usá-las. No mês passado, viram como preparar o solo que futuramente receberá o relógio, no terreno do Centro de Convivência Santo Antônio - Mão Amiga, parceiro da iniciativa. Com a oficina de compostagem, aprenderam a reciclar o lixo orgânico, transformando-o em adubo.

A oficina foi ministrada pelo acadêmico de Biologia Daniel Reolon, da Universidade de Caxias do Sul (UCS). Coordenadores e estudantes dos cursos de Agronomia, Farmácia e Arquitetura da UCS também são colaboradores do projeto. A ideia é que os jovens e as lideranças locais, junto com a equipe de trabalho da UBS, sejam incentivadores desta iniciativa em suas comunidades.

A próxima etapa é o plantio das mudas. A expectativa é que até o fim do ano a comunidade da região do Santa Fé já tenha o seu Relógio das Plantas Medicinais. O objetivo do projeto é estimular a comunidade a usar adequadamente as ervas para prevenção e tratamento de doenças, além da manutenção do bem-estar. As UBSs Serrano e São Caetano já têm um relógio de plantas medicinais, assim como a comunidade do Vila Ipê, que cultiva as mudas dentro da horta comunitária do bairro. O projeto também está sendo expandido às UBSs Belo Horizonte e Vila Oliva.

O uso de ervas medicinais para tratar enfermidades (fitoterapia) integra as chamadas Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Pics), inseridas na rede pública desde 2006. Atualmente, são 29 os procedimentos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entre eles, fitoterapia, homeopatia, acupuntura, ioga, reiki, medicina tradicional chinesa, musicoterapia, ozonioterapia etc. A secretaria municipal da Saúde (SMS) tem uma comissão que trabalha na implementação das Pics junto à rede básica. O projeto Plantas Medicinais no Relógio do Corpo Humano é uma das iniciativas deste grupo.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia
Av. João Pessoa, 1282 - Farroupilha
Porto Alegre - RS - CEP 90040-001
Fone (51) 3213.1300