Porto Alegre, sexta-feira, 13 de maio de 2022.
Porto Alegre,
sexta-feira, 13 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Relações Internacionais

- Publicada em 13/05/2022 às 15h56min.

Rússia suspenderá fornecimento de eletricidade à Finlândia

Operadora do sistema nacional de transmissão do país diz que o suprimento de eletricidade não está sob ameaça

Operadora do sistema nacional de transmissão do país diz que o suprimento de eletricidade não está sob ameaça


DANIEL MIHAILESCU/AFP/JC
A Rússia suspenderá o fornecimento de eletricidade à Finlândia por falta de pagamento a partir dste sábado (14), informou a RAO Nordic, subsidiária da empresa russa Inter RAO. O anúncio acontece dias após líderes finlandeses sinalizarem apoio à entrada do país na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).
A Rússia suspenderá o fornecimento de eletricidade à Finlândia por falta de pagamento a partir dste sábado (14), informou a RAO Nordic, subsidiária da empresa russa Inter RAO. O anúncio acontece dias após líderes finlandeses sinalizarem apoio à entrada do país na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).
Segundo a Fingrid, operadora do sistema nacional de transmissão, o suprimento de eletricidade na Finlândia não está sob ameaça, uma vez que as importações russas representam cerca de 10% do consumo total no país. "A falta de importação de eletricidade da Rússia será compensada importando mais eletricidade da Suécia e gerando mais eletricidade na Finlândia", garantiu o vice-presidente sênior de operações do sistema de energia da Fingrid, Reima Päivinen.
O processo de adesão da Finlândia à Otan não foi citado como motivo para a suspensão, mas a Rússia ameaçou tomar medidas retaliatórias de naturezas militar e política. A Suécia também indicou que deve solicitar entrada na aliança. As medidas rompem com décadas de neutralidade das nações nórdicas, em meio aos efeitos da invasão russa da Ucrânia.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO