Porto Alegre, quinta-feira, 13 de janeiro de 2022.
Porto Alegre,
quinta-feira, 13 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 12/01/2022 às 20h03min.

EUA impõe sanções por questões bélicas a norte-coreanos

Lançamento de mísseis balísticos, como ocorrido em 5 de janeiro, estão entre as razões das sanções

Lançamento de mísseis balísticos, como ocorrido em 5 de janeiro, estão entre as razões das sanções


Jung Yeon-je/AFP/JC
O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos designou cinco pessoas da Coreia do Norte como responsáveis pela aquisição de armas de destruição em massa e programas ligados a míssil balístico, conforme comunicado emitido pelo órgão. O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês) proíbe qualquer transação de pessoas nos EUA que envolvam propriedades ou interesses dos indivíduos bloqueados pelo Tesouro.
O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos designou cinco pessoas da Coreia do Norte como responsáveis pela aquisição de armas de destruição em massa e programas ligados a míssil balístico, conforme comunicado emitido pelo órgão. O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC, na sigla em inglês) proíbe qualquer transação de pessoas nos EUA que envolvam propriedades ou interesses dos indivíduos bloqueados pelo Tesouro.
Como resultado da designação feita nesta quarta-feira, todos os bens e interesses em propriedade de tais pessoas deverão ser bloqueados e relatados ao OFAC. O Departamento destaca que a decisão segue seis lançamentos de míssil balístico pela Coreia do Norte desde setembro de 2021, com diversas violações às resoluções do Conselho de Segurança da ONU.
"As ações de hoje, parte dos esforços contínuos dos Estados Unidos para combater os programas de armas de destruição em massa e mísseis balísticos da Coreia do Norte, visam ao uso contínuo de representantes no exterior para adquirir ilegalmente mercadorias para armas", disse o subsecretário do Tesouro para Terrorismo e Inteligência de Finanças, Brian Nelson.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO