Porto Alegre, quarta-feira, 24 de novembro de 2021.
Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de novembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 24/11/2021 às 19h48min.

Para Opas, situação da pandemia na Europa deve servir de alerta para Américas

Europa tem sido janela para o futuro das Américas durante a pandemia, alerta Carissa (d)

Europa tem sido janela para o futuro das Américas durante a pandemia, alerta Carissa (d)


Opas/Reprodução/JC
Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne disse que a situação da pandemia da Covid-19 na Europa deve servir como alerta para as Américas, uma vez que "estamos ainda mais vulneráveis". "Ao longo da pandemia, a Europa tem sido janela para o futuro das Américas. Repetidamente, vimos como a dinâmica de infecção na Europa se reflete aqui várias semanas depois", afirmou em coletiva à imprensa.
Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne disse que a situação da pandemia da Covid-19 na Europa deve servir como alerta para as Américas, uma vez que "estamos ainda mais vulneráveis". "Ao longo da pandemia, a Europa tem sido janela para o futuro das Américas. Repetidamente, vimos como a dinâmica de infecção na Europa se reflete aqui várias semanas depois", afirmou em coletiva à imprensa.
Carissa pontuou que, nas últimas semanas, diversos países europeus reportaram número recorde de casos de Covid-19. No lado Oriental, a cobertura vacinal é relativamente mais baixa. Enquanto na Ocidental, apesar de a cobertura vacinal ser substancial, ainda há um número significativo de pessoas não vacinadas. "Em muitos casos, as medidas de saúde pública foram relaxadas, criando o ambiente perfeito para a propagação do vírus."
Na semana passada, as Américas registraram 880 mil casos de Covid-19 e mais de 15 mil mortes pela doença, informou a diretora. Na América do Sul, os países viram aumento no número de casos, com exceção do Brasil, Suriname e Venezuela.
A diretora da Opas reforçou a necessidade da vacinação e dos cuidados nas festas e viagens de fim de ano. Ela relembrou que vários países da América lidaram com um pico de casos no verão passado e precisaram de meses para conseguir controlar o vírus. Carissa disse, no entanto, que agora há mais ferramentas disponíveis para proteção da população.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO