Porto Alegre, quarta-feira, 20 de outubro de 2021.
Dia do Poeta. Dia do Arquivista.
Porto Alegre,
quarta-feira, 20 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Rússia

- Publicada em 20/10/2021 às 17h38min.

Alta de casos de Covid-19 faz Putin aprovar fechamento de locais de trabalho por uma semana na Rússia

Suspensão do trabalho ocorre após uma sequência de recordes nos números de casos e mortes por Covid-19 na Rússia

Suspensão do trabalho ocorre após uma sequência de recordes nos números de casos e mortes por Covid-19 na Rússia


Yuri KADOBNOV/AFP/JC
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, determinou nesta quarta-feira (20), o fechamento de locais de trabalho no país por uma semana a partir do final de outubro, diante da alta de casos pela pandemia da Covid-19. Durante reunião, Putin apoiou uma proposta para determinar dias "não úteis" de 30 de outubro a 7 de novembro.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, determinou nesta quarta-feira (20), o fechamento de locais de trabalho no país por uma semana a partir do final de outubro, diante da alta de casos pela pandemia da Covid-19. Durante reunião, Putin apoiou uma proposta para determinar dias "não úteis" de 30 de outubro a 7 de novembro.
De acordo com a CBS News, Putin afirmou que, durante a paralisação, os trabalhadores serão pagos e que será feita uma expansão do teste da doença para tentar identificar os casos de vírus com mais eficiência. "Nossa principal tarefa agora é proteger a vida dos cidadãos e, na medida do possível, minimizar a disseminação da infecção por coronavírus", disse Putin.
A nova medida ocorre após uma sequência de recordes nos números de casos e mortes pela doença no país. Na terça-feira (19), o Kremlin aceitou, pela primeira vez, uma "parcela de responsabilidade" pelo não avanço da campanha de vacinação.
Para alimentar a falta de sucesso da campanha vacinal russa, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que Putin ainda não foi revacinado contra a Covid, mas que irá fazê-lo quando seus médicos considerarem necessário. Já segundo a Russian News Agency, Putin foi vacinado com a primeira dose contra a doença em 23 de março e com a segunda em 14 de abril com a Sputnik V.
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO