Porto Alegre, domingo, 17 de outubro de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 17 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

relações internacionais

- Publicada em 17/10/2021 às 10h11min.

Empresário acusado de ajudar Venezuela a fugir de sanções é extraditado aos EUA

Alex Saab, empresário acusado por promotores americanos de criar uma rede global de empresas para ajudar o governo da Venezuela a fugir das sanções de Washington, foi extraditado no sábado para os Estados Unidos, disseram seus advogados.
Alex Saab, empresário acusado por promotores americanos de criar uma rede global de empresas para ajudar o governo da Venezuela a fugir das sanções de Washington, foi extraditado no sábado para os Estados Unidos, disseram seus advogados.
Saab saiu de Cabo Verde, uma ilha da África Ocidental, em uma aeronave do Departamento de Justiça dos EUA, encerrando uma batalha de 16 meses pelo negociador nascido na Colômbia. Os promotores americanos acusam Saab de ter canalizado mais de US$ 350 milhões de uma série de contratos do governo venezuelano por meio do sistema financeiro dos EUA.
No sábado, com a extradição em andamento, o regime do presidente venezuelano Nicolás Maduro divulgou nota dizendo que "denuncia o sequestro do diplomata venezuelano Alex Saab pelo governo dos Estados Unidos".
O Departamento do Tesouro dos EUA também colocou Saab e seus cúmplices em uma lista de sanções, incluindo três enteados de Maduro, por supostamente usarem o programa alimentar do país e recursos de ouro para lavar ativos estatais roubados. Na Colômbia, que é aliada dos EUA contra Maduro, os promotores disseram no ano passado que estavam investigando as acusações de que Saab lavava dinheiro para traficantes de drogas. 
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO