Porto Alegre, segunda-feira, 13 de setembro de 2021.
Porto Alegre,
segunda-feira, 13 de setembro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Reino Unido

- Publicada em 21h16min, 13/09/2021.

Reino Unido divulga nesta terça-feira (14) medidas para combater Covid-19 no inverno

Nesta segunda-feira (13), diretores médicos do Reino Unido aprovaram a aplicação dos imunizantes em adolescentes entre 12 e 15 anos

Nesta segunda-feira (13), diretores médicos do Reino Unido aprovaram a aplicação dos imunizantes em adolescentes entre 12 e 15 anos


RODRIGO BUENDIA/AFP/JC
A secretária de Trabalho e Previdência do Reino Unido, Therese Coffey, confirmou que o primeiro-ministro Boris Johnson deve apresentar os planos de inverno do Reino Unido para o coronavírus nesta terça-feira (14). À Sky News, ela disse que medidas como passaportes de vacina ainda fazem parte dos estudos, apesar da decisão do governo de arquivar planos de introduzir os passes no próximo mês.
A secretária de Trabalho e Previdência do Reino Unido, Therese Coffey, confirmou que o primeiro-ministro Boris Johnson deve apresentar os planos de inverno do Reino Unido para o coronavírus nesta terça-feira (14). À Sky News, ela disse que medidas como passaportes de vacina ainda fazem parte dos estudos, apesar da decisão do governo de arquivar planos de introduzir os passes no próximo mês.
"É importante que olhemos exatamente quais benefícios isso trará", avaliou Therese. Segundo a secretária, Johnson vai definir os detalhes das medidas para a estação nesta terça.
Nesta segunda-feira (13), diretores médicos do Reino Unido aprovaram a aplicação dos imunizantes contra a doença em adolescentes entre 12 e 15 anos, deixando de lado a visão do órgão fiscalizador de vacinas do governo de que os benefícios clínicos de tais vacinas eram pequenos demais para justificá-los.
Na decisão, noticiada pelo The Guardian, os diretores médicos das quatro nações do Reino Unido disseram que a aplicação das primeiras doses poderiam ocorrer imediatamente, com a possibilidade de uma segunda dose no semestre letivo da primavera ou mais tarde. No início deste mês, contudo, o Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI) disse que, embora os ganhos de saúde com a vacinação de toda a faixa etária fossem maiores do que os riscos, "a margem de benefício é considerada muito pequena" para apoiá-la. Mesmo com a medida, o JCVI manteve em aberto a possibilidade de a decisão ser anulada, sugerindo que os diretores médicos reavaliassem a resolução.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário