Porto Alegre, segunda-feira, 30 de agosto de 2021.
Dia da Conscientização sobre a Esclerose Múltipla.
Porto Alegre,
segunda-feira, 30 de agosto de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Portugal

- Publicada em 20h00min, 30/08/2021.

Portugal tem 73% da população completamente vacinada e planeja desmontar centros de imunização

Para dar conta da imunização emergencial contra a Covid-19, foram instaladas grandes estruturas de Norte a Sul do país

Para dar conta da imunização emergencial contra a Covid-19, foram instaladas grandes estruturas de Norte a Sul do país


PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/JC
Com mais de 73% da população já com o esquema vacinal completo - e com previsão de chegar aos 85% antes do fim de setembro -, Portugal já discute a desmobilização de alguns de seus centros de vacinação em massa.
Com mais de 73% da população já com o esquema vacinal completo - e com previsão de chegar aos 85% antes do fim de setembro -, Portugal já discute a desmobilização de alguns de seus centros de vacinação em massa.
Para dar conta da imunização emergencial contra a Covid-19, foram instaladas grandes estruturas de Norte a Sul do país. Embora parte significativa dos recursos e dos profissionais venha do SNS (Serviço Nacional de Saúde, o SUS de Portugal), as estruturas representam custos elevados de funcionamento e manutenção para governos locais.
A ideia das autoridades é que, num futuro próximo, a vacinação contra o novo coronavírus deixe de ser feita apenas em estruturas de imunização especializadas, ficando disponível na rede de centros de saúde que já atende a população portuguesa.
Reportagem publicada pelo jornal Público relata que, em várias cidades portuguesas, prefeitos já analisam o encerramento das unidades de imunização em massa. A possibilidade de inoculação de uma terceira dose da vacina, no entanto, pode atrasar esses planos.
No primeiro grande centro de vacinação a abrir as portas em Portugal, no Pavilhão Multiusos de Gondomar, a desmobilização "já está a ser preparada", confirmou o autarca, Marco Martins. Em Cascais, que tem dois grandes pavilhões de vacinação, apenas um está sendo usado atualmente. A unidade, no entanto, segue pronta para retomar as aplicações já em setembro, caso haja um pico nas aplicações da segunda dose.
Ainda de acordo com o jornal Público, em Lisboa, onde foram instalados sete centros de vacinação em massa, a Câmara Municipal aguarda indicações da administração regional de saúde antes de colocar em prática eventuais mudanças.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário