Porto Alegre, domingo, 30 de maio de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 30 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

RELAÇÕES EXTERIORES

- Publicada em 11h04min, 30/05/2021.

Nova Zelândia recebe premiê da Austrália após fechamento de fronteiras

O crescente atrito com a China e como reabrir as fronteiras após a pandemia provavelmente estará entre os tópicos discutidos pelos líderes da Austrália e da Nova Zelândia, em sua primeira reunião presencial desde que o surto de coronavírus provocou o fechamento de fronteiras entre os países.
O crescente atrito com a China e como reabrir as fronteiras após a pandemia provavelmente estará entre os tópicos discutidos pelos líderes da Austrália e da Nova Zelândia, em sua primeira reunião presencial desde que o surto de coronavírus provocou o fechamento de fronteiras entre os países.
O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, chegou ao resort turístico de Queenstown para uma visita noturna neste domingo. Ele cumprimentou sua contraparte neozelandesa, Jacinda Ardern, com um tradicional hongi maori, saudação na qual os dois pressionaram os narizes.
Morrison é o primeiro grande líder mundial a visitar a Nova Zelândia desde que os dois países fecharam suas fronteiras no ano passado para conter o vírus. Os vizinhos abriram uma bolha de viagens sem quarentena no mês passado, embora um recente surto do vírus em Melbourne tenha levado a Nova Zelândia a suspender o acordo com o Estado de Victoria.
A escolha de Queenstown para a reunião foi deliberada, enquanto a Nova Zelândia tentava reviver sua desgastada indústria de turismo. Queenstown foi particularmente afetada pela pandemia, embora as operadoras de turismo digam que esperam um impulso dos turistas australianos durante a próxima temporada de esqui, agora que a bolha das viagens começou.
A mudança na dinâmica com a China tem sido um grande tópico em ambos os países, pois o país bloqueou algumas exportações australianas depois que a Austrália excluiu a empresa de telecomunicações chinesa Huawei de sua rede telefônica 5G e pediu uma investigação independente sobre as origens do coronavírus.
A Nova Zelândia também foi mais aberta contra a China em algumas questões nos últimos meses, embora até agora tenha mantido melhores relações com a superpotência do que a Austrália.
Ardern disse que conversaria com Morrison sobre a recuperação da pandemia, bem como sobre os principais desafios regionais e questões de segurança. "Nosso relacionamento com a Austrália é o mais próximo e importante, e isso nunca foi mais evidente do que nestes tempos difíceis para o mundo", disse Ardern aos repórteres.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário