Porto Alegre, domingo, 18 de abril de 2021.
Dia Nacional do Livro Infantil.
Porto Alegre,
domingo, 18 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

EGITO

- Publicada em 18h58min, 18/04/2021.

Acidente de trem no Egito deixa ao menos 11 mortos e 100 feridos

Oito vagões descarrilaram; é o terceiro acidente ferroviário desde o início do ano no país

Oito vagões descarrilaram; é o terceiro acidente ferroviário desde o início do ano no país


Ayman AREF/AFP/JC
Um acidente de trem na província de Qaliubia, norte do Cairo, no Egito, deixou 11 mortos e ao menos 100 feridos neste domingo (18). As causas do acidente estão sendo investigadas. Oito vagões de trem descarrilaram e cerca de 55 ambulâncias foram deslocadas para socorrer as vítimas. Elas foram encaminhadas para três hospitais na província.
Um acidente de trem na província de Qaliubia, norte do Cairo, no Egito, deixou 11 mortos e ao menos 100 feridos neste domingo (18). As causas do acidente estão sendo investigadas. Oito vagões de trem descarrilaram e cerca de 55 ambulâncias foram deslocadas para socorrer as vítimas. Elas foram encaminhadas para três hospitais na província.
O trem ia do Cairo para Mansoura, no delta do Nilo, e saiu dos trilhos às 13h54min (no horário local, 8h54min em Brasília), a cerca de 40 quilômetros da capital egípcia, segundo comunicado da companhia nacional que controla o sistema de transportes do país.
A causa do acidente, diz a empresa, está sendo investigada. As ambulâncias levaram os feridos a três hospitais, de acordo com o ministro da Saúde.
O descarrilamento é o último de uma série recente de acidentes ferroviários no Egito. Ao menos 20 pessoas foram mortas e quase 200 ficaram feridas em março, quando dois trens colidiram em região próxima a Tahta, cerca de 440 quilômetros ao sul de Cairo.
No começo de abril, 15 pessoas também ficaram feridas quando dois vagões saíram dos trilhos em área próxima à cidade de Minya al-Qamh.
O ministro dos Transportes do Egito, Kamel El-Wazir, vem recebendo pedidos nas redes sociais para que deixe o cargo, o que ele descarta fazer. O ex-general prometeu continuar trabalhando no desenvolvimento da envelhecida rede ferroviária do país.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário