Porto Alegre, segunda-feira, 12 de abril de 2021.
Páscoa. Dia do Obstetra.
Porto Alegre,
segunda-feira, 12 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Equador

- Publicada em 17h48min, 12/04/2021.

Dirigente do FMI parabeniza Lasso por vitória no Equador e reafirma comprometimento

Georgina disse que espera poder ajudar o Equador a fortalecer a economia

Georgina disse que espera poder ajudar o Equador a fortalecer a economia


BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/JC
A diretora-gerente do Fundo Monetária Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, parabenizou nesta segunda-feira (12), Guillermo Lasso pela vitória nas eleições do Equador, e afirmou que o órgão multilateral segue comprometido com o país. Em seu Twitter, a dirigente escreveu que espera ajudar a nação a "resistir à pandemia, fortalecer a economia e construir um futuro melhor para todos os seus povos".
A diretora-gerente do Fundo Monetária Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, parabenizou nesta segunda-feira (12), Guillermo Lasso pela vitória nas eleições do Equador, e afirmou que o órgão multilateral segue comprometido com o país. Em seu Twitter, a dirigente escreveu que espera ajudar a nação a "resistir à pandemia, fortalecer a economia e construir um futuro melhor para todos os seus povos".
O Equador firmou um novo acordo de empréstimos junto ao FMI em 2020, o qual o candidato derrotado por Lasso no segundo turno, Andrés Arauz, prometeu renegociar caso vencesse a eleição. As medidas de austeridade sugeridas ao país pela organização multilateral já haviam sido foco de intensas disputas políticas em 2019, quando o governo de Quito revogou a retirada de subsídios aos combustíveis após intensos protestos.
Arauz, ligado ao ex-presidente do país Rafael Correa, admitiu a derrota em um discurso, e escreveu em seu Twitter que "a perseguição política deve acabar. Devemos nos tratar como adversários, e não como inimigos".
— Andrés Arauz (@ecuarauz) April 12, 2021
 Já Lasso, visto como de centro-direita e notabilizado por uma carreira no setor financeiro, escreveu na mesma rede social que "a mudança chegou".
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário