Porto Alegre, quarta-feira, 07 de abril de 2021.
Dia do Jornalista. Dia Mundial da Saúde.
Porto Alegre,
quarta-feira, 07 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

tragédia

- Publicada em 09h42min, 07/04/2021.

Indonésia procura mais de 70 desaparecidos nas cheias

As equipes indonésias de emergência estão trabalhando contra o relógio em várias ilhas para tentar encontrar algumas das mais de 70 pessoas que desapareceram nas cheias dos últimos dias. Até agora, o número de mortes chega a 119.
As equipes indonésias de emergência estão trabalhando contra o relógio em várias ilhas para tentar encontrar algumas das mais de 70 pessoas que desapareceram nas cheias dos últimos dias. Até agora, o número de mortes chega a 119.
As chuvas que atingem a região dificultam as buscas, e centenas de policiais, militares e moradores têm escavado entre os escombros, com as próprias mãos e com pás e enxadas, à procura de mais pessoas. Além disso, quase uma dezena de helicópteros foram mobilizados para dar ajuda e distribuir alimentos e outros materiais essenciais nas áreas mais remotas, onde os militares têm difícil acesso, informou a agência indonésia de gestão de desastres.
O número de mortos na Indonésia ainda é impreciso, tendo a agência Associated Press avançado com pelo menos 119 vítimas, enquanto a francesa AFP relata 124. A tempestade resultante da passagem do ciclone tropical Seroja atingiu várias ilhas do arquipélago indonésio, sobretudo as de Lembata e Alor, além do vizinho Timor-Leste, onde já morreram 34 pessoas.
Em Lembata, a chuva torrencial lançou lava solidificada de uma erupção vulcânica para cima de uma dúzia de aldeias, matando pelo menos 28 pessoas e deixando 44 desaparecidos, de acordo com a agência de gestão de desastres.
A aldeia de Lamanele, na ilha de Adonara, foi, no entanto, a que sofreu maiores perdas - com 60 corpos recuperados até agora e 12 desaparecidos -, já que a lama caiu das colinas vizinhas na manhã de domingo (4) e atingiu pessoas que estavam dormindo. Desde o fim de semana, já desapareceram centenas de casas e edifícios e várias estradas foram destruídas, enquanto outras ficaram obstruídas por montanhas de lama e árvores caídas.
Cerca de 8 mil pessoas ficaram sem casa e estão distribuídas em vários centros e campos montados pelas autoridades para abrigar os desalojados. A agência meteorológica indonésia avisou hoje que as chuvas fortes vão continuar até sexta-feira (9) em várias áreas do arquipélago, onde a estação das chuvas ocorre geralmente entre novembro e março.
A partir de sexta-feira, a tempestade deverá deslocar-se para o sul, em direção à Austrália. A Indonésia sofreu 1.030 desastres naturais em 2021, incluindo terremotos, inundações, deslizamentos de terra, incêndios e tornados, que causaram 282 mortes até agora, sem contar as inundações mais recentes.
Agência Brasil
Comentários CORRIGIR TEXTO