Porto Alegre, domingo, 04 de abril de 2021.
Aniversário da cidade de São Gabriel.
Porto Alegre,
domingo, 04 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ARGENTINA

- Publicada em 10h53min, 03/04/2021. Atualizada em 09h47min, 04/04/2021.

Presidente argentino testa positivo para Covid-19, após ter sido vacinado

Fernández já havia sido vacinado com a vacina russa Sputnik V

Fernández já havia sido vacinado com a vacina russa Sputnik V


ESTEBAN COLLAZO/Presidência Argentina/Afp/jc
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou neste sábado, por meio de sua conta no Twitter, que testou positivo para a Covid-19. Fernández já havia sido vacinado com a vacina russa Sputnik V.
O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou neste sábado, por meio de sua conta no Twitter, que testou positivo para a Covid-19. Fernández já havia sido vacinado com a vacina russa Sputnik V.
"No fim do dia de hoje, após ter registrado febre de 37,3 graus e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno cujo resultado foi positivo. Aguardo a confirmação pelo teste PCR, mas já me encontro isolado, cumprindo o protocolo vigente e seguindo as orientações do meu médico", disse Fernández pelo Twitter.
No dia 21 de janeiro, o presidente argentino postou no Twitter uma foto sua na qual aparecia recebendo a vacina Sputnik.
Na postagem de hoje, Fernández informou também que entrou em contato com as pessoas com as quais havia se reunido nas últimas 48 horas para avaliar se seria necessário que também ficassem em isolamento.
"Estou bem fisicamente e, ainda que quisesse ter terminado o dia do meu aniversário (ontem, 2) sem esta notícia, também encontro-me bem de ânimo", continuou o presidente no Twitter hoje. Ele pediu ainda que os cidadãos mantenham os cuidados ante a pandemia.
"Devemos ficar muito atentos. Peço a todos e todas que se preservem e sigam as recomendações vigentes. É evidente que a pandemia não passou e devemos continuar nos cuidando", afirmou.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO