Porto Alegre, quinta-feira, 01 de abril de 2021.
Dia da Mentira.
Porto Alegre,
quinta-feira, 01 de abril de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

estados unidos

- Publicada em 10h23min, 01/04/2021.

Quatro pessoas, incluindo uma criança, morrem em tiroteio na Califórnia

Suspeito também foi baleado após intervenção policial e transferido para uma unidade de saúde

Suspeito também foi baleado após intervenção policial e transferido para uma unidade de saúde


MARIO TAMA/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/JC
Quatro pessoas, incluindo uma criança, foram mortas nesta quarta-feira (31) quando um homem abriu fogo em um prédio comercial no Condado de Orange, ao sul de Los Angeles, Califórnia, informou a polícia local.
Quatro pessoas, incluindo uma criança, foram mortas nesta quarta-feira (31) quando um homem abriu fogo em um prédio comercial no Condado de Orange, ao sul de Los Angeles, Califórnia, informou a polícia local.
As autoridades não divulgaram detalhes sobre as vítimas. O suspeito, cujas motivações para o ato ainda são desconhecidas, também foi baleado após intervenção policial e transferido para uma unidade de saúde. Uma quinta pessoa, ferida, também foi hospitalizada.
O tiroteio ocorreu por volta das 17h30min (21h30min, horário de Brasília), no último andar de um pequeno prédio de escritórios. De acordo com o jornal Los Angeles Times, os agentes que chegaram ao local foram recebidos a tiros e, então, responderam.
O governador da Califórnia, Gavin Newsom, disse no Twitter que foi sacudido pelo tiroteio. "Horrorizante e comovente", escreveu ele. "Nossos corações estão com as famílias afetadas por esta terrível tragédia esta noite."
A deputada Katie Porter, uma democrata cujo distrito inclui parte de Orange, também expressou sua tristeza na rede social. "Estou profundamente triste com os relatos de um tiroteio em massa no Condado de Orange e continuo a manter as vítimas e seus entes queridos em meus pensamentos à medida que continuamos a aprender mais", disse ela. "Minha equipe e eu continuaremos monitorando a situação de perto."
O ataque acontece após dois massacres nas últimas semanas nos Estados Unidos, que relançam o debate sobre a proliferação de armas de fogo no país. Em 22 de março, um agressor matou dez pessoas em um supermercado no Colorado, menos de uma semana depois que um homem matou oito pessoas em casas de massagem asiáticas em Atlanta. 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO