Porto Alegre, quarta-feira, 31 de março de 2021.
Dia da Integração Nacional. Dia da Saúde e Nutrição.
Porto Alegre,
quarta-feira, 31 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

França

- Publicada em 18h24min, 31/03/2021.

França entra no terceiro lockdown a partir de sábado

Macron afirmou que 44% das pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) têm menos de 65 anos

Macron afirmou que 44% das pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) têm menos de 65 anos


Damien MEYER/AFP/JC
O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta quarta-feira (31) um novo lockdown nacional, na tentativa de frear o aumento de novos casos e a disseminação de variantes do coronavírus. A medida entrará em vigor no próximo sábado, 3 de abril, e deve durar um mês. O funcionamento de escolas e comércios não essenciais fica suspenso durante o período. "Esta é a melhor solução para desacelerar o vírus", disse o presidente.
O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta quarta-feira (31) um novo lockdown nacional, na tentativa de frear o aumento de novos casos e a disseminação de variantes do coronavírus. A medida entrará em vigor no próximo sábado, 3 de abril, e deve durar um mês. O funcionamento de escolas e comércios não essenciais fica suspenso durante o período. "Esta é a melhor solução para desacelerar o vírus", disse o presidente.
Segundo ele, nenhuma região da França está fora de risco, por isso, as medidas de restrição que estão em vigor no entorno de Paris serão estendidas a todo território francês, inclusive o toque de recolher entre 19h e 6h.
Macron afirmou ainda que 44% das pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) têm menos de 65 anos. "Nas próximas semanas, iremos acelerar ainda mais o número de doses que estamos recebendo e nos tornaremos gradualmente a primeira região do mundo em termos de produção de vacinas", prometeu o presidente francês.
Segundo levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins, a França já registrou mais de 4,6 milhões de casos de Covid-19 e mais de 95 mil mortes.
Comentários CORRIGIR TEXTO