Porto Alegre, quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021.
Dia do WebDesigner.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

coronavírus

- Publicada em 11h45min, 24/02/2021.

Especialistas da FDA confirmam eficácia e segurança de vacina da J&J

Agência norte-americana ainda decidirá se concede autorização para uso emergencial do imunizante

Agência norte-americana ainda decidirá se concede autorização para uso emergencial do imunizante


JUSTIN TALLIS / AFP/ JC
Um relatório elaborado pelo comitê de especialistas da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, divulgado nesta quarta-feira, confirmou que a dose única da vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson (J&J) é eficaz e segura na prevenção do coronavírus. A agência decidirá nos próximos dias se concede autorização para uso emergencial do imunizante.
Um relatório elaborado pelo comitê de especialistas da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, divulgado nesta quarta-feira, confirmou que a dose única da vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson (J&J) é eficaz e segura na prevenção do coronavírus. A agência decidirá nos próximos dias se concede autorização para uso emergencial do imunizante.
O produto, batizado de Janssen, teve eficácia média de cerca de 66% contra as versões moderadas e graves da doença, segundo estudo de fase 3 conduzido pela farmacêutica. A proteção, no entanto, variou em cada uma das regiões em que os testes foram realizados, tendo sido de 72% nos Estados Unidos, 66% na América Latina e 57% na África do Sul.
No relatório, a equipe da FDA afirmou que não houve sinais de riscos de segurança para grupos específicos, mas destacou que aguarda análises adicionais para avaliar se a fórmula do imunizador funciona para casos assintomáticos da enfermidade.
O documento servirá de base para a reunião de um comitê médico da FDA, que avaliará os dados na próxima sexta-feira, 26. Se o grupo fornecer parecer favorável, caberá a cúpula da agência conceder a autorização, o que pode ocorrer já no final de semana. (Com informações da Dow Jones Newswires).
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO