Porto Alegre, domingo, 03 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 03 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 18h27min, 03/01/2021.

Trump pressiona secretário da Geórgia a recalcular votos a seu favor, diz jornal

Segundo a reportagem, o telefonema extraordinário teria ocorrido no sábado

Segundo a reportagem, o telefonema extraordinário teria ocorrido no sábado


BRENDAN SMIALOWSKI/AFP/JC
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, telefonou ao secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, e pediu que ele "encontrasse" votos suficientes para reverter sua derrota na eleição ocorrida em novembro e vencida por Joe Biden, diz reportagem do jornal The Washington Post.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, telefonou ao secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger, e pediu que ele "encontrasse" votos suficientes para reverter sua derrota na eleição ocorrida em novembro e vencida por Joe Biden, diz reportagem do jornal The Washington Post.
De acordo com a reportagem, o telefonema extraordinário teria ocorrido no sábado e teve duração de uma hora. O jornal teve acesso a uma gravação da conversa, na qual Trump teria tentado persuadir Raffensperger.
Na ligação, Raffensperger e o conselheiro geral de seu escritório rejeitaram as afirmações de Trump, explicando que o presidente está contando com teorias da conspiração desmentidas e que a vitória do presidente eleito Joe Biden com 11.779 votos na Geórgia foi justa e precisa. Trump, por sua vez, teria rejeitado esses argumentos.
"O povo da Geórgia está com raiva, o povo do país está com raiva", disse ele. "E não há nada de errado em dizer, você sabe, hum, que você recalculou", disse o atual presidente dos Estados Unidos. Trechos da gravação foram publicados pelo jornal em seu site.
Por sua vez, Raffensperger respondeu a Trump que o presidente teria o desafio de que seus dados estariam errados.
Em outro ponto da conversa, Trump disse: "Então olhe. Tudo que eu quero fazer é isso. Só quero encontrar 11.780 votos, um a mais do que nós. Porque ganhamos o Estado". 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO