Porto Alegre, sábado, 19 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 19 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORONAVÍRUS

- Publicada em 14h43min, 19/12/2020.

União Europeia paga menos do que EUA por vacina, diz jornal

Um dos motivos é que a UE subsidiou o desenvolvimento do medicamento

Um dos motivos é que a UE subsidiou o desenvolvimento do medicamento


Brian van der Brug/pool/afp/jc
A União Europeia está pagando menos do que os EUA pelas vacinas contra o coronavírus, segundo informações publicadas pelo jornal The Washington Post. Os custos dos imunizantes para os europeus eram confidenciais, mas na quinta-feira (17) uma autoridade belga publicou uma lista no Twitter - e apagou a mensagem em seguida.
A União Europeia está pagando menos do que os EUA pelas vacinas contra o coronavírus, segundo informações publicadas pelo jornal The Washington Post. Os custos dos imunizantes para os europeus eram confidenciais, mas na quinta-feira (17) uma autoridade belga publicou uma lista no Twitter - e apagou a mensagem em seguida.
O jornal americano comparou os preços da postagem com uma lista feita pela empresa de análise Bernstein Research e descobriu que o bloco europeu tem desconto de 24% na vacina da Pfizer, pagando US$ 14,76 por dose (R$ 75,31), enquanto os americanos gastam US$ 19,50 (R$ 99,50).
Parte da diferença pode ser explicada pelo fato de que a União Europeia subsidiou o desenvolvimento do medicamento e pelos custos de envio ao EUA dos imunizantes fabricados na Europa. De acordo com o documento publicado no Twitter, o bloco vai pagar 45% a menos do que os EUA pela vacina da AstraZeneca/Oxford, que está sendo desenvolvida.
Mas os europeus pagarão 20% a mais pelo imunizante da Moderna, que foi autorizada para uso emergencial na sexta-feira (19). As duas pesquisas foram parcialmente financiadas pelo governo americano, num esforço de acelerar o processo de desenvolvimento.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO