Porto Alegre, segunda-feira, 14 de dezembro de 2020.
Dia Nacional do Ministério Público.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 14 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Europa

- Publicada em 19h27min, 13/12/2020.

Negociação para acordo pós-Brexit irá prosseguir

Saída definitiva do Reino Unido da União Europeia está marcada para 1º de janeiro de 202

Saída definitiva do Reino Unido da União Europeia está marcada para 1º de janeiro de 202


Daniel LEAL-OLIVAS/AFP/JC
A União Europeia (UE) e o Reino Unido concordaram neste domingo (13) em prosseguir com as negociações em Bruxelas para tentar alcançar um acordo sobre a relação comercial pós-Brexit, apesar da proximidade da data limite de 31 de dezembro. Pelo cronograma anterior, as conversas deveriam ter sido concluídas neste domingo.
A União Europeia (UE) e o Reino Unido concordaram neste domingo (13) em prosseguir com as negociações em Bruxelas para tentar alcançar um acordo sobre a relação comercial pós-Brexit, apesar da proximidade da data limite de 31 de dezembro. Pelo cronograma anterior, as conversas deveriam ter sido concluídas neste domingo.
Em um comunicado conjunto, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, consideram "responsável" ir mais longe nas negociações e deram instruções a suas equipes para que prossigam com o diálogo.
O Reino Unido deixou o bloco europeu oficialmente em janeiro, e desde então vive um período de transição que mantém regras de comércio, viagens e negócios, válidas apenas até 31 de dezembro.
A expectativa é a de que os lados cheguem finalmente a um acordo antes da saída definitiva do Reino Unido da União Europeia, marcada para 1º de janeiro de 2021. Um Brexit sem um acordo comercial prejudicaria as economias da Europa e os mercados financeiros e semearia o caos nas delicadas cadeias de abastecimento em toda a Europa.
O governo britânico alertou que, mesmo com um acordo comercial, 7.000 caminhões que se dirigem aos portos do canal no sudeste da Inglaterra podem ficar parados em filas de 100 km se as empresas não prepararem a papelada extra necessária. Espera-se que o Reino Unido agilize a movimentação de alguns produtos perecíveis quando seu período de transição terminar, para ajudar a reduzir a interrupção esperada nos portos.

Entenda o Brexit

  • O que é o Brexit?
    É a saída do Reino Unido da União Europeia, que aconteceu em 31 de janeiro de 2020. O bloco reúne agora 27 países.
  • Por que houve o Brexit?
    A saída foi aprovada pela maioria dos britânicos em referendo em 2016. O brexit foi proposto para que o Reino Unido não precisasse seguir regras e políticas comuns da União Europeia.
  • Se já houve o Brexit, por que mais reuniões?
    Para discutir as novas bases do relacionamento econômico e político entre o Reino Unido e a UE. O prazo de transição termina em 31 de dezembro deste ano.
  • Durante a transição, o Reino Unido ainda está na UE?
    Não, e por isso não participa mais do Conselho Europeu, do Parlamento ou de qualquer instância de decisão europeia. Mas continuam valendo todas as regras para cidadãos, consumidores, empresas, investidores, estudantes e pesquisadores, até que se negociem as novas bases. A Corte de Justiça da União Europeia continua a ter jurisdição sobre o Reino Unido, inclusive em relação ao acordo de retirada.
     
  • E se não houver acordo durante a transição?
    O comércio do Reino Unido com a UE passa a obedecer às regras da OMC (Organização Mundial do Comércio) a partir do dia seguinte.
     
  • O que será negociado?
    Comércio de bens e serviços, investimentos, transporte, energia, regras de pesca, cooperação judicial, coordenação em ações de defesa, partilha de dados, propriedade intelectual e acesso a concursos públicos, entre outros pontos.
     

Entenda o Brexit

O que é o Brexit?

É a saída do Reino Unido da União Europeia, que aconteceu em 31 de janeiro de 2020. O bloco reúne agora 27 países.

Por que houve Brexit?

A saída foi aprovada pela maioria dos britânicos em referendo em 2016. O Brexit foi proposto para que o Reino Unido não precisasse seguir regras e políticas comuns da União Europeia.

Se já houve o Brexit, por que mais reuniões?

Para discutir as novas bases do relacionamento econômico e político entre o Reino Unido e a UE. O prazo de transição termina em 31 de dezembro deste ano.

Durante a transição, o Reino Unido ainda está na UE?

Não, e por isso não participa mais do Conselho Europeu, do Parlamento ou de qualquer instância de decisão europeia. Mas continuam valendo todas as regras para cidadãos, consumidores, empresas, investidores, estudantes e pesquisadores, até que se negociem as novas bases.

E se não houver acordo durante a transição?

O comércio do Reino Unido com a UE passa a obedecer às regras da OMC (Organização Mundial do Comércio) a partir do dia seguinte.

O que será negociado?

Comércio de bens e serviços, investimentos, transporte, energia, regras de pesca, cooperação judicial, coordenação em ações de defesa, partilha de dados, propriedade intelectual e acesso a concursos públicos, entre outros pontos.

Comentários CORRIGIR TEXTO