Porto Alegre, quarta-feira, 09 de dezembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 09 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Canadá

- Publicada em 19h02min, 09/12/2020. Atualizada em 19h27min, 09/12/2020.

Canadá aprova vacina da Pfizer e deve começar a imunizar na próxima semana

Com 37,6 milhões de habitantes, somente da Pfizer, o país tem um pedido de 20 milhões de doses

Com 37,6 milhões de habitantes, somente da Pfizer, o país tem um pedido de 20 milhões de doses


JUSTIN TALLIS/various sources/AFP/JC
O Canadá aprovou nesta quarta-feira (9), a primeira vacina para a Covid-19, abrindo caminho para que as doses produzidas pela Pfizer e BioNTech sejam distribuídas e administradas em todo o país. O Canadá é o terceiro, depois do Reino Unido e do Bahrein, a dar luz verde à imunização e já havia sinalizado que pode começar a campanha na próxima semana.
O Canadá aprovou nesta quarta-feira (9), a primeira vacina para a Covid-19, abrindo caminho para que as doses produzidas pela Pfizer e BioNTech sejam distribuídas e administradas em todo o país. O Canadá é o terceiro, depois do Reino Unido e do Bahrein, a dar luz verde à imunização e já havia sinalizado que pode começar a campanha na próxima semana.
O país da América do Norte tem um sistema temporário de revisão acelerada de medicamentos muito semelhante às autorizações de uso de emergência da Agência de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (Food and Drug Administration, FDA, na sigla em inglês).
"A aprovação da vacina é apoiada por evidências de que é segura, eficaz e de boa qualidade", disse a agência reguladora Health Canada em um comunicado. A vacina foi inicialmente autorizada para uso em pessoas com 16 anos de idade ou mais.
A notícia chega um dia antes de um painel de consultores do FDA revisar e recomendar se a agência dos EUA deve autorizar o uso da vacina Pfizer, e um dia depois de os cidadãos do Reino Unido se tornarem os primeiros no mundo a tomar as vacinas fora dos testes clínicos. O Canadá receberá um embarque antecipado de até 249 mil doses da vacina da Pfizer neste ano.
Relatório divulgado nesta quarta-feira pela People & Vaccine Alliance, mostra que as nações mais ricas compraram doses suficientes para vacinar toda a população quase três vezes até o fim de 2021, se todas as vacinas atualmente em testes clínicos forem aprovadas. O Canadá está no topo da lista dos países que mais doses acumulam: comprou mais doses per capita do que qualquer outro país, tendo o suficiente para vacinar cada pessoa cinco vezes, diz a organização, que inclui a Anistia Internacional, a Frontline Aids, a Global Justice Now e a Oxfam.
Com 37,6 milhões de habitantes, somente da Pfizer, o país tem um pedido de 20 milhões de doses, o suficiente para inocular 10 milhões de pessoas, com opção de compra de até 56 milhões a mais.
O premiê de Quebec, François Legault, disse que a vacina recém-aprovada ajudará a aliviar a pressão sobre hospitais congestionados da província quando pessoas vulneráveis, como profissionais de saúde e residentes de lares de idosos forem inoculados. "Assim que esses três grupos forem vacinados, a situação vai melhorar muito", disse ele a repórteres. Quebec espera 55 mil doses da vacina desta semana até o dia 4 de janeiro e 1,3 milhão de doses até 31 de março.
Comentários CORRIGIR TEXTO