Porto Alegre, domingo, 22 de novembro de 2020.
Dia do Músico.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 22 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

- Publicada em 15h12min, 22/11/2020. Atualizada em 16h04min, 22/11/2020.

Bolsonaro abandona G20 mais cedo pelo segundo dia

Diferentemente do presidente brasileiro, pode-se ver alguns dos líderes mais importantes do mundo participando da reunião até o final

Diferentemente do presidente brasileiro, pode-se ver alguns dos líderes mais importantes do mundo participando da reunião até o final


MARCOS CORRÊA/PR/APF/JC
Assim como no sábado, o presidente Jair Bolsonaro abandonou mais cedo a reunião de cúpula das 20 maiores economias do globo (G20), que ocorreu neste final de semana de forma remota por causa da pandemia de coronavírus. No sábado, o presidente fez seu discurso durante a abertura do evento, mas delegou ao ministro das Relações Externas, Ernesto Araújo, a tarefa de permanecer como o representante do País no encontro.
Assim como no sábado, o presidente Jair Bolsonaro abandonou mais cedo a reunião de cúpula das 20 maiores economias do globo (G20), que ocorreu neste final de semana de forma remota por causa da pandemia de coronavírus. No sábado, o presidente fez seu discurso durante a abertura do evento, mas delegou ao ministro das Relações Externas, Ernesto Araújo, a tarefa de permanecer como o representante do País no encontro.
Na agenda de Bolsonaro, constava uma visita à Macapá, capital do Amapá, Estado que sofreu há 20 dias um apagão e ainda não teve a situação completamente retomada. Lá, ele anunciou isenção do pagamento da conta de luz aos cidadãos e desfilou numa carreata com o corpo para fora do veículo onde estava, sendo protegido literalmente por um gaurda-costas na ocasião. Hoje, porém, o único compromisso público do presidente era a participação na cúpula.
No encerramento do evento, que foi transmitido por meio da internet, pode-se ver alguns dos líderes mais importantes do mundo participando da reunião até o final, como a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron. As imagens também mostraram outros chefes de Estado ou de governo, como o presidente da Argentina, Alberto Fernández; da África do Sul, Cyril Ramaphosa; e, claro, o rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, o anfitrião desta edição.
Ao lado deles, novamente Araújo representando o Brasil. Curiosamente, outro presidente que não permaneceu até o encerramento da cúpula do G20 foi o americano Donald Trump, que sempre deixou claro não ser um entusiasta de organismos multilaterais. Para a tarefa, ele escalou o diretor do Conselho Econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.
Bolsonaro também demonstra não ter muita paciência para encontros internacionais. No ano passado, durante a cúpula do G20 em Osaka (Japão), ele desistiu de se encontrar com o presidente chinês Xi Jinping, numa reunião bilateral porque o líder asiático não compareceu ao local do encontro na hora marcada - o presidente brasileiro aguardou por 10 minutos. No mês seguinte, já no Brasil, Bolsonaro cancelou uma reunião que teria com o chanceler da França, Jean-Yves Le Drian. Segundo Araújo, o encontro não se realizou por "problema de agenda" do presidente, mas no horário previsto para a reunião ele foi cortar o cabelo e transmitiu o momento por meio de suas redes sociais.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO