Porto Alegre, sábado, 07 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 07 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 18h45min, 07/11/2020.

EUA e Alemanha registram recorde de novos casos diários de Covid-19

O número de novos casos diários de coronavírus nos Estados Unidos tem aumentado constantemente

O número de novos casos diários de coronavírus nos Estados Unidos tem aumentado constantemente


Go Nakamura / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
O número de novos casos de coronavírus nos Estados Unidos atingiu recorde pelo terceiro dia consecutivo. É o mais recente sinal de uma nova onda de intensificação de infecções no país. Foram registrados nesta sexta-feira (6) 126.480 novos casos, o que corresponde a um aumento de 3,8% em relação à contagem de quinta-feira e um salto de 23% em relação à quarta-feira, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.
O número de novos casos de coronavírus nos Estados Unidos atingiu recorde pelo terceiro dia consecutivo. É o mais recente sinal de uma nova onda de intensificação de infecções no país. Foram registrados nesta sexta-feira (6) 126.480 novos casos, o que corresponde a um aumento de 3,8% em relação à contagem de quinta-feira e um salto de 23% em relação à quarta-feira, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins.
Os novos casos elevam o total de infecções nos Estados Unidos para mais de 9,7 milhões. As hospitalizações atingiram 54.824 na sexta-feira, de acordo com dados do Covid Tracking Project.
A média móvel de sete dias de novos casos diários - que suaviza as irregularidades nos dados - é de 98.563, incluindo o número de sexta-feira, de acordo com uma análise do Wall Street Journal dos dados da Johns Hopkins. A média de 14 dias é de 88.650. Quando a média de sete dias é mais alta do que a média de 14 dias, isso sugere que os casos estão aumentando.
O número de novos casos diários de coronavírus nos Estados Unidos tem aumentado constantemente, desde que atingiu o ponto baixo em setembro, para bater novos recordes nas últimas semanas. Vários estados registraram recorde de casos diários individuais na sexta-feira, incluindo Illinois, Carolina do Norte, Ohio, Pensilvânia, Minnesota e Utah, de acordo com a Johns Hopkins.
Mais de 1.100 mortes foram relatadas na sexta-feira, levando o número total de mortos a superar os 236 mil, segundo a Johns Hopkins. O número de mortes diárias permanece bem abaixo dos recordes estabelecidos em abril, embora tenham apresentado tendência de alta nas últimas semanas, à medida que novos casos aumentaram.
Na Alemanha, o centro de controle de doenças, também registrou novo recorde diário de novas infecções por coronavírus. O Instituto Robert Koch informou neste sábado que os estados alemães relataram 23.300 novos casos durante a noite, superando o recorde de 21.506 estabelecido na véspera, quando superou pela primeira vez os 20 mil casos diários. Segundo o instituto, outras 130 pessoas morreram com covid-19, um número que também vem crescendo, mas permanece muito abaixo das 315 mortes relatadas em abril, recorde no país.
Diante do aumento do número de casos, a Alemanha impôs novas restrições para evitar que o sistema de saúde seja sobrecarregado. Uma paralisação parcial de quatro semanas entrou em vigor na última segunda-feira, com bares, restaurantes, instalações esportivas e de lazer sendo fechadas e novas restrições de contato. Lojas e escolas permanecem abertas. Desde o início da pandemia, a Alemanha registra 642.488 infecções por coronavírus, com 11.226 mortes.
A Rússia informou neste sábado que o número de mortos no país superou 30 mil. A força-tarefa nacional contra o coronavírus disse que 364 pessoas morreram na sexta-feira, elevando o número total de mortes por causa da pandemia para 30.251. Segundo o relatório, 20.396 novos casos de infecção foram registrados, uma pequena queda em relação ao recorde de quinta-feira, de 20.582. No geral, cerca de 1,75 milhão de pessoas na Rússia foram diagnosticadas com a infecção.
Comentários CORRIGIR TEXTO