Porto Alegre, terça-feira, 06 de outubro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 06 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Estados Unidos

- Publicada em 09h11min, 06/10/2020. Atualizada em 14h25min, 06/10/2020.

Biden amplia vantagem sobre Trump após debate e tem 57% das intenções de voto

Primeiro debate eleitoral favoreceu candidato democrata nas pesquisas

Primeiro debate eleitoral favoreceu candidato democrata nas pesquisas


Roberto SCHMIDT / AFP/JC
O primeiro debate eleitoral americano, ocorrido há uma semana, rendeu bons frutos para Joe Biden. Pesquisa da CNN publicada nesta terça-feira (6) e conduzida após o evento mostra que o candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos tem 57% das intenções de voto, ante 51% há um mês. Dessa forma, ele está 16 pontos porcentuais à frente do presidente Donald Trump, que soma 41% no levantamento agora divulgado. Antes, o republicano tinha 43% das intenções de voto.
O primeiro debate eleitoral americano, ocorrido há uma semana, rendeu bons frutos para Joe Biden. Pesquisa da CNN publicada nesta terça-feira (6) e conduzida após o evento mostra que o candidato do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos tem 57% das intenções de voto, ante 51% há um mês. Dessa forma, ele está 16 pontos porcentuais à frente do presidente Donald Trump, que soma 41% no levantamento agora divulgado. Antes, o republicano tinha 43% das intenções de voto.
A pesquisa foi conduzida de 1º a 4 de outubro e ouviu 1.205 americanos. A margem de erro é de 3,6 pontos porcentuais para mais ou para menos. Durante a apuração, no dia 2 de outubro, o presidente Trump divulgou seu teste positivo para o novo coronavírus, o que pode ter influenciado as respostas, reconhecem os responsáveis pelos números.
O levantamento constata, ainda, que 54% dos americanos pretendem votar nas eleições presidenciais deste ano, sendo que 30% pretendem fazê-lo pelos correios e 14%, presencialmente. O voto não é obrigatório nos Estados Unidos.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO