Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Reino Unido

- Publicada em 14h42min, 26/09/2020.

Polícia interrompe protesto em Londres contra restrições para conter covid-19

Milhares de manifestantes ignoraram os avisos para observar as regras de distanciamento social

Milhares de manifestantes ignoraram os avisos para observar as regras de distanciamento social


JUSTIN TALLIS/AFP/JC
A polícia entrou na Trafalgar Square, em Londres, na tarde deste sábado (26), para interromper um protesto contra as restrições para impedir a disseminação do novo coronavírus, depois que os manifestantes ignoraram os avisos para observar as regras de distanciamento social.
A polícia entrou na Trafalgar Square, em Londres, na tarde deste sábado (26), para interromper um protesto contra as restrições para impedir a disseminação do novo coronavírus, depois que os manifestantes ignoraram os avisos para observar as regras de distanciamento social.
Milhares de pessoas, a maioria sem máscaras, lotaram a praça para ouvir oradores que criticaram as restrições impostas pelo governo como uma reação exagerada à pandemia que, segundo eles, restringiu desnecessariamente os direitos humanos e a liberdade de expressão do público.
O Serviço de Polícia Metropolitana disse antes do evento que os policiais iriam primeiro encorajar os manifestantes a seguir as regras de distanciamento social e tomariam medidas de coerção se os manifestantes não cumprissem. Quando o evento começou, os policiais estavam visíveis em todo o perímetro da praça, mas não se moveram até o meio da multidão por cerca de três horas.
A manifestação ocorreu enquanto o Parlamento se preparava para revisar a legislação sobre covid-19 e o governo impunha novas restrições para controle da doença. Também ocorreu uma semana depois de um evento semelhante durante o qual milhares de pessoas lotaram a praça. Naquela ocasião, vários policiais ficaram feridos, quando uma "pequena minoria" de manifestantes se tornou violenta, segundo a polícia britânica.
A Grã-Bretanha tem o maior número de mortos na Europa devido à pandemia, com quase 42 mil mortes confirmadas ligadas à covid-19. Novas infecções, hospitalizações e mortes aumentaram drasticamente nas últimas semanas.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO